Filmes podem ser inscritos gratuitamente de 14 de maio a 4 de julho. Selecionados concorrem ao troféu Icumam e prêmios em serviços.

(divulgação)

O Icumam abre inscrições para filmes na 19ª Goiânia Mostra Curtas de 14 de maio a 4 de julho de 2019,  pelo site www.goianiamostracurtas.com.br. A participação é gratuita e os filmes vencedores das mostras competitivas levam o Troféu Icumam, além de prêmios em produtos e serviços fornecidos por parceiros da indústria cinematográfica, com foco no incentivo à produção. Além do júri popular, o júri oficial que elegerá os vencedores é formado por realizadores, roteiristas, diretores, críticos e pesquisadores com atuação nacional.

A 19ª Goiânia Mostra Curtas será realizada de 8 a 13 de outubro de 2019, no Teatro Goiânia, em Goiânia – Goiás, e é composta por cinco mostras competitivas: Curta Mostra Brasil, Curta Mostra Goiás, Curta Mostra Animação, Curta Mostra Cinema nos Bairros e 18ª Mostrinha. Sendo a Mostrinha voltada ao público infanto-juvenil e geral interessado, que articula a rede pública de ensino do estado e municípios; além de uma mostra especial não competitiva que aborda uma temática relevante do nosso cotidiano para promover a reflexão, a representatividade e a discussão sobre o assunto.  Na edição de 2018, o festival teve 999 filmes inscritos. Podem participar filmes de ficção, de documentário, experimentais e de animação com duração máxima de 25 minutos, realizados a partir de 1º de janeiro de 2018 e que tenham cópia de exibição em formato de acordo com as especificações técnicas previstas no regulamento disponível no site oficial do evento www.goianiamostracurtas.com.br. A lista de obras selecionadas está prevista para ser divulgada até o dia 22 de julho, também pelo site do festival, podendo haver prorrogação a critério da organização.

O festival conta também com vasta programação paralela com lançamentos literários, debates, encontros com realizadores, laboratórios de roteiros audiovisuais e oficinas essenciais para a formação, qualificação e capacitação de forma elevada dos participantes. Esta edição contará ainda com a Feira Audiovisual, um espaço pensado para reforçar a continuação da feitura de curtas-metragens, discutir a sua importância no Brasil e de como este formato é fundamental para representar o cinema brasileiro no exterior. A proposta da Feira é oferecer mais do que apenas um encontro entre profissionais, mas um espaço para a capacitação seja através de oficinas e masterclasses, por meio da discussão e do encontro em painéis e eventos de networking. Estarão presentes cineastas, produtores, agentes internacionais de vendas, representantes internacionais, distribuidores, exibidores e representantes do governo e de agências de fomento.

A diretora-geral da Goiânia Mostra Curtas, Maria Abdalla, ressalta que a história do festival tem relação íntima com o histórico de desenvolvimento do audiovisual em Goiás. O setor está em franco crescimento e desenvolvimento, com isso, a produção goiana está presente em eventos audiovisuais e festivais com premiações em longas e curtas. “Esse momento se deu por meio de festivais, da organização da sociedade civil, associações e entidades do setor audiovisual. Além disso, contribuíram para esse crescimento a criação de leis de incentivo, políticas públicas, festivais, universidades e cursos voltados para o setor de audiovisual”, reforça.

A Goiânia Mostra Curtas, em seu início, atendia demandas primárias de formação e, agora, estimula atividades relacionadas ao mercado de forma avançada, pensando também na capacitação em quase duas décadas. “Todos os projetos do Icumam apresentam demandas não só do estado de Goiás, mas também de diversas regiões do país. Assim, a importância do festival não se dá apenas pela exibição e divulgação, mas também para a formação e qualificação profissional há quase duas décadas”, explica Maria Abdalla.

Para a diretora-geral do festival, esta edição é de extrema relevância. “Estamos vivendo um momento de muita atenção com a cultura de forma geral, mas, principalmente, com relação ao audiovisual brasileiro. Já são 19 anos de um festival reconhecido nacionalmente, mantendo sempre o mesmo empenho para que o evento seja melhor a cada edição. Nosso trabalho é para que ele cumpra o seu objetivo principal, que é contribuir para a democratização e difusão das produções audiovisuais brasileiras em curta-metragem. Além disso, o festival causa impacto no mercado da indústria e economia criativa, e na criação e geração de empregos e rendas”, ressalta.

Arte

A arte da 19ª Goiânia Mostra Curtas tem como base a obra que o artista plástico goiano Fernando Costa Filho cedeu para o festival. Pintor, desenhista e artista gráfico, Fernando Costa Filho pertence à geração da arte contemporânea de Goiás, sendo o precursor do desenho contemporâneo no Estado. Com mais de 40 anos de carreira, Fernando iniciou suas atividades em artes plásticas em 1963, em Brasília, e seguiu para São Paulo em 1971, onde seguiu paralelamente com atividades em projetos gráficos e publicidade. Participou de diversas exposições coletivas em Goiás e por todo o país, como Rio de Janeiro, Curitiba e Brasília.

Com base no tema afeto, encontro e união, As artistas gráficas e designers Beatriz Perini e Franxyk seguiram com as características do trabalho de Fernando, trabalhando sobreposições, cores vibrantes e diferentes estéticas reunidas. “Nos apropriamos da obra de Fernando para criar novas imagens e um alfabeto baseado em suas pinceladas para transformarmos as texturas de seu quadro em um padrão”, explicam as artistas.

Nascida e criada em Goiânia, Beatriz trabalha com elaboração de peças materializando suas experimentações visuais através de gravuras e publicações independentes. Franxyk, que trabalha também com ilustração e tatuagem, produz e distribui suas obras em formatos de zines, roupas e gravuras de técnicas mistas.

A diretora-geral do festival, Maria Abdalla, destaca que ter a presença de artistas goianos em colaboração com o festival só reforça a identidade do evento. “Ter duas jovens artistas responsáveis por toda a criação visual, com base nas obras do querido Fernando Costa Filho, é muito significante. Toda identidade visual desta edição terá uma característica atual, mas sem perder a referência do trabalho de Fernando que, apesar de ter sido produzido na década de 80, é extremamente contemporâneo”, ressalta.

Curadores

Para esta edição, a 19ª Goiânia Mostra Curtas conta com um exímio time de curadores que irão selecionar os filmes para as mostras competitivas e especial.

Maria Abdalla – Curta Mostra Brasil e Curta Mostra Cinema nos Bairros

Com experiência em curadoria, júri e produção de filmes e eventos cinematográficos desde 1998,  é idealizadora e diretora-geral da Goiânia Mostra Curtas, sendo sua principal curadora;

Eduardo Valente – Curta Mostra Goiás

Cineasta, tendo dirigido três curtas e um longa, todos com passagem por distintas seções do Festival de Cannes, entre inúmeros outros eventos no Brasil e no mundo. Seu filme de estreia, Um Sol Alaranjado, ganhou o primeiro prêmio na competição Cinefondation (Cannes). Entre 2011 e 2016 trabalhou como Assessor Internacional da ANCINE (Agência Nacional do Cinema). Ministra aulas na Academia Internacional de Cinema e atua ainda com crítica e programação de festivais, sendo atualmente parte da equipe de programação do Olhar de Cinema em Curitiba e delegado no Brasil do Festival de Berlim.

Cesar Cabral – Curta Mostra Animação

Formado em Cinema pela Universidade de São Paulo, atua como diretor e produtor em projetos para Cinema e Televisão. É sócio da Coala Filmes, produtora especializada em animação stop-motion. Tem em seu currículo os curtas Dossiê Rê Bordosa (mais de 70 prêmios em festivais nacionais e internacionais), Tempestade e a série Angeli The Killer. No momento finaliza seu primeiro longa-metragem “Bob Cuspe – Nós Não Gostamos de Gente”.

Gabriella Romeu – 18ª Mostrinha

Jornalista, documentarista e escritora, especializada em produção cultural para a infância, com vinte anos de atuação em projetos que abordam temáticas infantis. Escreve há vinte anos para no Jornal Folha de S. Paulo. É diretora do projeto infâncias (www.projetoinfancias.com.br), corroteirista do curta documental Disque Quilombola e dirigiu o documentário Meninos e Reis.

Lila Foster – Curta Mostra Especial

É pesquisadora e curadora. Articulando pesquisa histórica e preservação audiovisual, o seu trabalho concentra-se no levantamento da produção amadora e experimental no Brasil. Como curadora, atuou nos festivais Curta 8 – Festival Internacional de Cinema Super 8 de Curitiba e (S8) Mostra de Cinema Periférico (A Coruña, Espanha).  Atualmente integra a equipe de curadoria da Mostra de Cinema de Tiradentes e Mostra de Cinema de Ouro Preto.

Marcus Mello – Curta Mostra Especial

Programador, pesquisador e crítico de cinema, um dos editores da revista Teorema (2002), uma das publicações de cinema mais respeitadas do Brasil. Entre agosto de 2004 e março de 2012 foi titular da coluna de cinema da revista Aplauso (edição 57 a 113). Formado em Letras, é Mestre em Literatura Brasileira pela UFRGS e especialista em gestão cultural pela Universidade de Girona, na Espanha, em curso realizado em parceria com o Itaú Cultural de São Paulo.

Busca por parceiros

A Goiânia Mostra Curtas é realizada pelo Icumam Cultural e Instituto, com patrocínio do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE, Fundo Setorial do Audiovisual – FSA e Agência Nacional do Cinema – Ancine, e apoio da Unimed, Sesi Goiás e Sebrae Goiás.

O Icumam busca outros parceiros junto a empresas, parcerias institucionais e organizações do terceiro setor para sua realização. “Estamos em um momento extremamente complicado para o audiovisual. Com reformulação de Ministérios e cortes de verbas de todas as instâncias de governo, o apoio de parceiros é indispensável para que o evento seja realizado e cumpra com seu propósito de quase 20 anos”, reforça Maria Abdalla. (Carolina Pessoni)

Serviço :

Assessoria de Comunicação: Carol Pessoni

Inscrições de filmes na 19ª Goiânia Mostra Curtas

De 14 de maio a 4 de julho de 2019

Pelo site: www.goianiamostracurtas.com.br

Mais informações: (62) 9 8437-3707 (Carol Pessoni) e (62) 3218-3779 (Icumam)

Inscrições gratuitas

Icumam Instituto Cultural

www.icumam.com.br