Para muitas mulheres contemporâneas, não ter TPM; perder peso; definir músculos; acabar com a celulite e ainda, aumentar a libido, são considerados sonhos de consumo. O desejo de um corpo perfeito, pode até ser difícil alcançar. Entretanto, com a utilização de implantes hormonais, essa realidade pode ser possível, e mais fácil.

A utilização desta tecnologia para fins estéticos, é ainda, de grandes questionamentos para a classe médica. Contudo, o uso para a melhora na saúde tanto feminina, quanto masculina, é bem avaliado pelos profissionais da área.

A fim de entender mais sobre o que são implantes hormonais e suas indicações, conversamos com o médico do esporte Dr. Murilo Delevedove. Confira o nosso 2 Dedos de Prosa!

Patricia Finotti Opinião – O que é um implante hormonal? Quais são as principais indicações para o seu uso?

Dr. Murilo Delevedove – É um dispositivo chamado pellet, que é introduzido abaixo da pele, no subcutâneo. As indicações são várias, mas principalmente para endometriose e miomatose, que são doenças uterinas, além de TPM. Eles podem ser usado ainda para menopausa e climatério, bem como para andropausa. Em resumo, para disfunções hormonais e algumas doenças. 

PFO – Por que tantas mulheres tem procurado esse tratamento?

Dr.MD – Principalmente pela facilidade de ser administrado. Eles podem durar de seis meses a um ano, com benefícios comprovados. Uma das principais vantagens é que se evita a ingestão, o que é excelente para pacientes com algum tipo de problema no aparelho digestivo, como a gastrite.

 

Uma das principais vantagens é que se evita a ingestão, o que é excelente para pacientes com algum tipo de problema no aparelho digestivo, como a gastrite.

 

PFO – O implante também é recomendado para os homens? Em quais situações?

Dr.MD – Sim. Ele é recomendado para homens quando há uma baixa hormonal, como no caso da andropausa. Como falei anteriormente, pela praticidade, podendo ser feito a cada 6 meses ou até 1 ano.

PFO – Como é realizado o implante? Em qual parte do corpo é colocado? Pode haver rejeição?

Dr.MD – Ele pode ser realizado no braço, na região glútea e lombar, que eu gosto bastante. Existem dois tipos de implantes, o de silicone, que não é absorvível, e os absorvíveis. Pode haver rejeição, mas é muito raro.

PFO  Existem contraindicações? 

Dr.MD – No caso de pessoas com hipertensão ela deve ser tratada antes da aplicação do implante. Outros casos são os de insuficiência renal e câncer. É necessária uma avaliação completa, multidisciplinar. 

PFO A fórmula do implante é a mesma para todas as mulheres? Como é realizada a avaliação?

Dr.MD – Os implantes são determinando segundo o que a mulher quer e precisa. Se ela tem endometriose é um tipo de hormônio, se ela deseja ganho de massa muscular é outro. É necessário avaliar para saber qual o tipo ideal, principalmente através de uma boa anamnese, assim como exames laboratoriais e ultrassonografia, entre outras opções.

PFO  Os hormônios utilizados são naturais ou sintéticos? 

Dr.MD – Existem hormônios naturais, bioidênticos e sintéticos. Para fazer os implantes são utilizados os sintéticos. O mais importante, contudo, é que sua estrutura molecular seja o mais similar possível às dos hormônios que produzimos em nosso organismo. Desta maneira, há menor risco de efeitos colaterais.

PFO Qual a duração do tratamento?

Dr.MD – Depende de cada paciente e do que ele precisa. No caso, por exemplo, de menopausa, será tratado até os sintomas cessarem, o que pode levar de meses a cinco anos. Não há um tempo padrão para o tratamento. 

PFO Somente com o uso deste produto, a mulher consegue, por exemplo, emagrecer?

Dr.MD – Muitas mulheres nos procuram com esta finalidade mas é uma “ponta do iceberg”. Se a paciente não mudar o estilo de vida, com a prática de exercícios físicos, a adoção de uma alimentação saudável e ter um sono de qualidade, o hormônio não terá efeitos sozinho.

O CRM apoia o uso deste medicamento, quando ele se faz necessário.

PFO – Qual a média de valores para a colocação deste chip? E qual o profissional habilitado para a colocação destes chips?

Dr.MD – Ele varia de 3 a 8 mil reais dependendo da quantidade de implantes inseridos e do problema do paciente. O profissional habilitado é o médico, pois ele fez o curso de Medicina e domina o entendimento deste campo. O CRM apoia o uso deste medicamento, quando ele se faz necessário.