Evento combina moda, gastronomia, artes e música em espaço aberto e gratuito, com atividades para crianças e adultos.


Misto de feira gastronômica, bazar e sunset party, o Picnik retorna a Goiânia no próximo dia 19, para sua quarta edição, desta vez, realizada no Parque Municipal Botafogo, em frente ao Mutirama, com entrada gratuita. O evento nasceu em Brasília, em 2012, sendo sucesso de público ao promover a economia local e incentivar a ocupação de espaços públicos na cidade. 

A cada edição, cresce o número de goianienses conquistados pelos ideais da festa. O último Picnik, promovido no Jardim Botânico, em setembro do ano passado, atraiu mais de 5 mil pessoas, que aproveitaram a tarde a céu aberto para se divertir, ouvir música e fazer compras com expositores nas áreas de moda, artesanato, decoração e gastronomia. 

Situado no centro de Goiânia, o Parque Municipal Botafogo, palco do 4º Picnik, tem cerca de 170 mil quadrados. Criado em 1989, o local passou, recentemente, por um processo intenso de revitalização, com instalação de um posto policial 24 horas e recuperação da flora nativa. O lugar conta, ainda, com lago, quadra de ginástica e pista de caminhada. 

“A intenção é levar o público a lugares que não recebem eventos frequentemente, assim como no evento anterior, realizado no Jardim Botânico. Ações como essa funcionam como um incentivo para que pessoas frequentem mais os espaços da nossa cidade e desenvolvam um elo afetuoso com eles”, destacou Maiene Horbylon, organizadora do Picnik Goiânia e uma das sócias do Casulo Moda Coletiva. 

O Picnik visa, também, fortalecer a economia criativa local. A bandeira “compro de quem faz” é promovida com orgulho, ao oferecer espaço para mais de 50 artistas e empreendedores locais apresentarem e venderem seus trabalhos. A programação é completada com atividades lúdicas para crianças, pista de dança comandada por DJs, espaço zen e workshops variados.

A difusão de práticas saudáveis é, também, um direcionamento forte do Picnik: é incentivado ir ao evento a pé ou de bicicleta e, dentro das atividades, há um espaço zen e expositores de arte e moda que trabalham com materiais veganos, com, inclusive, uma praça de alimentação com opções naturais e veganas.  

Panorama

A diversão é garantida para as crianças, com brinquedos infláveis, cama elástica e apresentação do Circo Laheto. Adultos podem aproveitar a tarde para relaxar, meditar e praticar Yoga, no Espaço Zen.

Responsáveis pela trilha sonora, os DJs Gabb Borghetti,Angelo Martorell, Odisseu, junto do projeto Live PA Ara Macao representam as atrações musicais goianas. Os DJs Julia Hormann, The Miguelitos, Fibo, KakaGuimarães e Lethal vêm de Brasília, exclusivamente, para comandar a pista de dança, aberta durante todo o evento. 

Na semana do Picnik, agentes que fazem parte da rede de economia criativa local terão oportunidade de capacitação. A palestra “A importância sensorial de uma boa embalagem” por Flávio Del Lima será ministrada no dia 16, quarta-feira, e as inscrições podem ser feitas pelo site www.picnik.art.br/atividades ou pelo e-mail atividades.picnik@gmail.com. As vagas são limitadas. 

O projeto Picnik

O Picnik busca proporcionar um ponto de encontro fértil de público gerador e consumidor de novas tendências com artistas alternativos de variados nichos. Com essa premissa, o evento traz um mercadinho alternativo multidisciplinar, a fim de movimentar e consolidar a rede de economia criativa local. O Picnik comemora cinco anos de existência, sendo um dos pioneiros do forte movimento de consolidação de identidade cultural, que tomou conta dos espaços públicos da capital nacional. Atualmente, leva em media 20 mil pessoas às suas edições de Brasília, e, em Goiânia, apresenta um posicionamento expansivo: em sua 1ª edição, em 2015, o Picnik em Goiânia reuniu mais de 5 mil pessoas no Lago das Rosas, e, em 2016, continuou mantendo um público expressivo nas edições promovidas no Jardim Botânico. (Assessoria de imprensa PicniK)

4ª Edição Picnik Goiânia

Data: 19 de agosto

Horário: das 13 às 22 horas. 

Local: Parque Botafogo (ao lado do Mutirama, em cima do Túnel Jaime Câmara), Setor Central. 

Horário: das 13h às 22h 

Acesso gratuito

Classificação indicativa: livre