Selo Sesc produz disco em comemoração à carreira de um dos maiores nomes da viola do país

 

Após um hiato de 10 anos e sentindo-se como um “garoto levado”, Rolando Boldrin, um dos maiores nomes da viola e “contadô” de histórias do país, lança o CD “Lambendo a Colher”, pelo Selo Sesc, em comemoração aos seus 58 anos de carreira e 80 na estrada da vida. O disco traz composições inéditas de Noel Rosa e Dunga.

Há oito anos, Boldrin grava o programa “Sr. Brasil” no teatro do Sesc Pompeia, transmitido pela TV Cultura. É por meio dessa parceria que o compositor propôs ao Selo o lançamento do disco inédito.

Para “Lambendo a Colher”, composto por 10 faixas, Boldrin buscou na memória momentos musicais que marcaram épocas de sua vida. “Cada uma das músicas tem sua história. São músicas que tiveram um efeito mágico em momentos da minha trajetória”, explica.

Dentre as recordações do músico estão nomes como Noel Rosa, com a composição inédita ‘O Tal da Barata’. “Este é um samba de Noel que conta a história de um cupê Baratinha, narrada pelo ator de cinema Geraldo Gambôa, em um bar da Av. São João nos anos 60”, relembra Boldrin. O CD também traz a inédita ‘De Maracangalha, Chega’, de Dunga, mestre do samba. “Ninguém conhece esta letra. Só eu e aquele que nos idos de 1957 cantarolou-me numa caixa de fósforo, num boteco em Catanduva, onde eu trabalhava como sapateiro. Era o grande cantor Rubens Leite, imitador no rádio de vozes femininas como Dalva de Oliveira e Nora Ney durante os anos 1940 e 1950”, recorda. O CD também traz composições de Boldrin, Tom Jobim, Geraldo Vandré e Ary Barroso.

“Um dos compromissos do Sesc São Paulo, por meio do Selo Sesc, é a preservação da memória cultural, registrando e difundindo obras que fazem parte do imaginário do país, criando, assim, um acervo para consulta e pesquisa. Dessa forma, o lançamento do CD de Rolando Boldrin, ‘Lambendo a Colher’, ícone da música popular na sua mais profunda representação, materializa esse desejo e colabora para que canções tão importantes sejam ouvidas por mais e mais pessoas. Um belo e feliz trabalho de resgate da nossa cultura”, elogia Danilo Santos de Miranda, diretor regional do Sesc São Paulo.

O CD “Lambendo a Colher” custará R$ 20 e será vendido nas unidades do Sesc e no link http://www.sescsp.org.br/livraria a partir de 25 de junho.

Shows

Rolando Boldrin estará em shows no Sesc Santana para lançar “Lambendo a Colher. Serão em 25 e 26 de junho, sábado, às 21h e domingo, às 18h. (Atelier de Imagem e Comunicação)

Serviço:

Rolando Boldrin – Lambendo a Colher
25 e 26/06. Sábado, às 21h. Domingo, às 18h.
Sesc Santana: Av. Luiz Dumont Villares, 579 – Jd. São Paulo.
Ingressos: R$7,50 a R$25.
Venda dos ingressos a partir de 14/06, às 18h (online) e 15/06, às 17h30 (unidades).
Recomendação etária: livre.
Teatro. Capacidade: 330 lugares.