Tarcisio Veloso é um dos artistas convidados. (divulgação)

Palavra Comunicação

A Arte Plena Casa Galeria completa um ano de atividade e celebra o seu aniversário abrindo nova exposição coletiva com 36 artistas – entre convidados e acervo. Nesse período, foram quatro montagens diferentes, sendo uma exposição individual e três coletivas, cinco eventos Encontros na Arte – bate-papo com convidados presenciais e transmissão virtual ao vivo – e uma dezena de lives temáticas com convidados e visitas virtuais ao acervo.

Todos esses eventos aconteceram em um ano cujas prioridades do mundo todo foram repensadas em função da Covid-19. Durante esse período, a galeria esteve funcionando com atendimento remoto por três meses e, após isso, com agendamentos e todos os protocolos de prevenção e sanitização recomendados pelas autoridades de saúde do País.

Nessa nova exposição, a Arte Plena Casa Galeria privilegiou artistas com obras recentes, que contivessem a representatividade de cada artista e a paixão pelo ofício. O resultado é um conjunto de mais de 90 obras, com organização, expografia e montagem é da galeria e do curador Gilmar Camilo. Os artistas convidados tiveram autonomia na criação das obras que serão apresentadas assumindo, junto com a galeria, o tema do compromisso do engajamento da arte como transformação social e ato de resistência humana. 

A lista de artistas contém nomes locais e nacionais, de diferentes gerações, proporcionando ao visitante um amplo recorte da produção atual das artes visuais inclui nomes como os de Américo Poteiro, Antonio Poteiro, Armarinhos Teixeira, Augusto César, Carlos Monaretta, Célia Gondo, Cida Carneiro, Con Silva, Danillo Butas, Daniel Acosta, David Mendoza, Ebert Calaça, Edney Antunes, Estevão Parreiras, Flávia Fabiana, Gabriel Caetano, Helena Vasconcelos, Hortência Moreira, Juliano Moraes, Lauro Gontijo, Lucas Santos, Luis Matuto, Luiz Mauro, Manoel Santos, Marcelo Solá, Nancy de Melo, Ricardo Masi, Rogério Milani, Rodrigo Flávio, Rossana Jardim, Salvess, Sandro Tôrres, Selma Parreira, Tarcísio Veloso, Vinícius Yano, Zé César.

O grupo, bastante heterogêneo em linguagens poéticas, tem sua maioria representada pela galeria com obras disponíveis no acervo, além das escolhidas para a exposição. Nessa curadoria, nomes como Poteiro, Selma Parreira e Marcelo Solá dividem as instalações da galeria com jovens e talentosos artistas como Tarcísio Veloso, Carlos Monaretta e Estevão Parreiras.

A montagem fica na galeria até o fim de janeiro de 2021 e a agenda prevê ainda oito lives com artistas convidados e visita virtual, além de disponibilizar ao público a possibilidade de agendamento para visitas presenciais em horários exclusivos. O funcionamento da galeria é de segunda a sábado, sendo que de segunda a sexta-feira é das 10h às 19h e aos sábados, das 10h às 13 h.

Retomada

“A pandemia, as novas regras de convivência e tudo relacionado ao que ocorreu nesse período fizeram com que o olhar para a cultura e para a arte adquirisse uma importância bem maior, apesar de que, num primeiro momento ainda houvesse um desconforto, principalmente nas artes visuais, o que gerou uma angústia e uma indefinição no circuito das arte, já que os artistas não pararam de produzir, mas não havia clima para se falar de negócios em arte”, lembra Sandro Tôrres.

Alguns fatores fizeram com que o mercado reaquecesse e mudasse o cenário, como o boom na construção civil, do ramo imobiliário e na arquitetura; tudo isso serviu para que a produção artística voltasse a se encontrar com o mercado e hoje existe uma profusão desses produtos culturais que ficaram represados de um lado e, do outro, a sociedade retomando o interesse por todos os segmentos produtivos, inclusive o de arte.

Os galeristas Wanessa Cruz e Sandro Tôrres entendem o papel da galeria como um espaço não apenas de venda de obras, mas também um lugar de pensar arte, estabelecer conexões profissionais, formação de público e profissionalização do mercado e esse período atípico para todos os segmentos profissionais foi fundamental para a compreensão da importância da continuidade do trabalho que o espaço representa no contexto local como fomentador de atividades culturais e de geração de conteúdo e produção cultural.

SERVIÇO:

EXPOSIÇÃO COLETIVA –  Um ano de Arte Plena Galeria de Arte

LOCAL: Arte Plena Galeria de Arte

ENDEREÇO: Rua 89, nº 546 – Setor Sul – Goiânia-GO

CURADORIA, EXPOGRAFIA E MONTAGEM: Gilmar Camilo e Arte Plena Casa Galeria

ASSISTENTE DE MONTAGEM: Leandro Brito

REGISTRO AUDIOVISUAL E FOTOGRÁFICO: Pedro Karvalio e Jotape

ARTISTAS: Américo Poteiro, Antonio Poteiro, Armarinhos Teixeira, Augusto César, Carlos Monaretta, Célia Gondo, Cida Carneiro, Con Silva, Danillo Butas, Daniel Acosta, David Mendoza, Ebert Calaça, Edney Antunes, Estevão Parreiras, Flávia Fabiana, Gabriel Caetano, Helena Vasconcelos, Hortencia Moreira, Juliano Moraes, Lauro Gontijo, Lucas Santos, Luis Matuto, Luiz Mauro, Manoel Santos, Marcelo Solá, Nancy de Melo, Ricardo Mais, Rogério Milani, Rodrigo Flávio, Rossana Jardim, Salvess, Sandro Tôrres, Selma Parreira, Tarcisio Veloso, Vinícius Yano e Zé César.

PERÍODO: De 23 de novembro de 2020 a 31 de janeiro de 2021

VISITAÇÃO PRESENCIAL (COM AGENDAMENTO): Segunda a sexta-feira, das 10h às 19h e sábados, das 10h às 13h

VISITAÇÃO VIRTUAL: Instagram: @arteplena.casagaleria