Vencedores das dez categorias do tradicional prêmio nacional das artes visuais, que é dedicado a artistas, críticos, curadores, exposições e instituições, serão anunciados no dia 24 de abril

 

A Associação Brasileira de Críticos de Arte – ABCA – divulga os nomes indicados ao prêmio destinado aos artistas visuais, curadores, críticos, autores e instituições culturais que mais contribuíram para a cultura nacional em 2016. Os prêmios são atribuídos pelo resultado da votação de cerca de 150 associados, em escala nacional, a partir das indicações que cada um envia para discussão e aprovação em Assembleia Geral da entidade. Os vencedores serão anunciados no dia 24 de abril.

A votação é feita por cédula rubricada com as indicações aprovadas e a apuração dos resultados é realizada por uma comissão de associados, com a participação da diretoria. O sistema de premiação foi criado em 1978, para destacar exclusivamente as artes visuais. A ABCA entrou para a história por sua presença significativa nos eventos artísticos desde a década de 1950 e teve papel na resistência ao regime militar, sob a liderança de Mario Pedrosa. Anualmente, o prêmio contempla dez categorias (veja lista dos indicados abaixo).

O troféu criado pela artista Maria Bonomi, será entregue aos premiados no dia 23 de maio, terça-feira, às 20h, em cerimônia no Teatro do SESC Vila Mariana. A ABCA põe em evidência personalidades por meio de homenagens e aponta destaques no cenário das artes plásticas. (Conteúdo Comunicação)

INDICAÇÕES

Prêmio Gonzaga Duque (crítico associado pela atuação durante o ano)

Felipe Chaimovich

Luiz Camillo Osorio

Raul Córdula

Prêmio Sérgio Milliet (crítico por pesquisa publicada)

José Armando Pereira da Silva: Artistas na Metrópole Galeria Domus 1947 -1951 Histórias, Críticas, Documentos e Obras. São Paulo: Via Impressa Edições de Arte, 2016.

Mirian de Carvalho: A brasilidade na pintura de César Romero. Salvador: Expoart, 2016.

Paula Ramos:  A modernidade Impressa. Editora UFRGS.

Prêmio Mario Pedrosa (artista contemporâneo)

Eder Santos

José Rufino

José Spaniol

Prêmio Ciccillo Matarazzo (personalidade atuante no meio artístico)

Justo Werlang

Ladi Biezus

Patricia Rousseaux

Prêmio Mário de Andrade (crítico de arte pela trajetória – filiado ou não)

Denise Mattar

Icleia Borsa Cattani

Tadeu Chiarelli

Prêmio Clarival do Prado Valladares (artista pela trajetória)

Abraham Palatnik

Ana Maria Tavares

José Roberto Aguilar

Prêmio Maria Eugênia Franco (curadoria pela exposição)

Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes pela curadoria da mostra “Em Polvorosa – um panorama das coleções MAM Rio”, no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro

Marta Mestre pela curadoria da mostra “Por aqui tudo é novo”, no Instituto Inhotim

Veronica Stigger pela curadoria da mostra “Útero do mundo” apresentada no Museu de Arte Moderna de São Paulo

Prêmio Rodrigo Mello Franco de Andrade (instituição pela programação e atividade no campo da arte)

Caixa Cultural Brasil

Fundação Vera Chaves Barcellos

Serviço Social do Comércio (SESC) – Brasil

Prêmio Paulo Mendes de Almeida (melhor exposição)

Alex Flemming: RetroPerspectiva, apresentada pelo MAC – Museu de Arte Contemporânea de São Paulo

Francisco Brennand – Senhor da várzea, da argila e do fogo, realizada pelo Santander Cultural, em Porto Alegre

Portugal Portugueses – Arte Contemporânea, apresentada pelo Museu Afro Brasil

 

Prêmio Antônio Bento (difusão das artes visuais na mídia)

Catraca Livre

Ilustrada / Folha de S.Paulo

Revista Select