Além de saborear vários pratos típicos da cozinha italiana, o público poderá aprender a fazer várias receitas italianas e treinar o idioma daquele país. Estande dentro do festival também receberá sessão de autógrafos com a autora de livro que reúne coletânea compilação de 148 receitas  de famílias italianas

 

Buscando promover e disseminar a cultura italiana em Goiás, a Associazione Italiana di Goiás (AIGO) traz para o 14º Festival Italiano de Nova Veneza, que será realizado entre os dias 7 e 10 de junho várias mini-oficinas e atrações. Para os apaixonados pela cultura da Itália essa será a oportunidade de aprender a fazer, por exemplo, legítimos antepastos italianos (típicos molhos e recheios para entradas) , sanduíches de pão italiano, entre outras receitas. As aulas serão ministradas pelas chefs de cozinha Elia Mazzoccante  e Bambina Vincicguerra.

Mas além da área gastronômica, a associação também irá oferecer mini-oficinas do idioma italiano, durante todos os dias do Festival. É o que revela a diretora cultural da AIGO, Graça Antinarelli. Segundo ela, também estarão disponíveis para vendas no estande da associação produtos tipicamente italianos, como artesanatos, caponatas de berinjela e o famoso licor italiano limoncello. Essa é a segunda vez em que a Associação participa do Festival. As mini-oficinas são gratuitas e qualquer visitante do festival pode se inscrever e participar.

De acordo com o presidente da AIGO, Angelo Mauro Antinarelli, o objetivo da associação é resgatar e promover a cultura italiana em Goiás, por isso a importância da participação em eventos importantes como o Festival de Nova Veneza. “A AIGO é formada por voluntários, italianos, descendentes e amantes da cultura italiana, e o que temos em comum, assim como a organização deste belo Festival, é essa paixão pela Itália e o interesse em manter vivas as tradições herdadas dos imigrantes italianos”, destaca Angelo.

Noite de autógrafos

O estande da AIGO dentro do Festival Italiano de Nova Veneza também contará, no próximo dia 9, a partir das 19h, com uma sessão de autógrafos. Será apresentado ao público o livro “Mangia Che ti Passa!” , de Elia Mazzoccante, que reúne uma compilação de 148 receitas  de famílias italianas que chegaram a Goiás na década de 1950, para fazer parte de um projeto rural na cidade de Goianira.

Para a autora, o livro é mais que uma caderneta de receitas. “Chamamos ele de nossas memórias afetivas, pois para a família italiana a alimentação tem um elo muito forte com o coração”, destaca Elia.

Herança italiana

A busca por manter viva essa herança italiana é realizada pela associação há quase três décadas. Desde 21 de agosto de 1988, a Associazione Italiana di Goiás (AIGO) reúne imigrantes, descendentes e simpatizantes, promovendo eventos como jantares, jogos, missas e saraus. Atualmente, a entidade sem fins lucrativos conta com mais de 250 associados.
Na época, foi criada por um grupo de italianos liderados por Arnaldo Raggi, ex-vice cônsul da Itália em Goiânia. Formada por italianos e descendentes que vieram na década de 50 para Goiás, Graça Antinarelli conta que ainda há italianos natos na associação. “Tudo começou com a vinda de 35 famílias para Goianira 35 famílias por meio de um projeto rural do governo italiano e goiano, e atualmente, já estamos na terceira geração dessa mistura”, relata. (Fernanda Cappellesso)