zeroum comunicação

Seminários, oficinas e trabalho sistemático de grupo somam 70 horas de atividades gratuitas entre setembro de 2020 e março de 2021.

O Projeto Madalena Caramuru oferece capacitação on-line para o fortalecimento da gestão de bibliotecas públicas em Goiás. Com palestras, oficinas e trabalho sistemático de grupo, o programa se inicia com o Seminário Analítico da Política Nacional da Leitura e da Escrita, nos dias 17 e 18 de setembro, com participação de Maria das Graças Castro (UFG) e José Castilho Marques Neto (ex-Secretário Executivo do Plano Nacional do Livro e da Leitura). O Projeto Madalena Caramuru é realizado pela NegaLilu Editora e pela Casa da Cultura Digital, com apoio do Fundo de Arte e Cultura de Goiás.

Transmitido pelo canal Nega Lilu no Facebook e Youtube, o Seminário Analítico da Política Nacional da Leitura e da Escrita vai ocorrer na semana em que será divulgada a nova edição da pesquisa “Retratos da Leitura no Brasil” que, naturalmente, entra na pauta de discussões. Este estudo encomendado pelo Instituto Pró-Livro e pelo Itaú Cultural revela dados sobre hábitos de leitura e consumo do livro como produto no País, entre outros importantes indicativos para o mercado e para a gestão de políticas públicas.

O Projeto Madalena Caramuru é dedicado a educadores, bibliotecários, mediadores de leitura, pesquisadores, estudantes da cadeia produtiva do livro e entusiastas da leitura e da escrita. Por meio de parceria com a UFG, as 70 horas de atividade, programadas entre setembro de 2020 e março de 2021, têm status de projeto de extensão e certifica os participantes inscritos no evento: https://www.even3.com.br/pmc2020 .

“A biblioteca pública é um dos equipamentos sociais mais importantes para o fortalecimento da Cultura no município. É também um espaço fundamental para estimular a leitura e formar leitores mais críticos da realidade”, defende a escritora e editora, Larissa Mundim, coordenadora do Projeto Madalena Caramuru. Segundo ela, o programa de capacitação on-line conta com a participação sistemática de 30 gestores de bibliotecas públicas, representantes de 24 municípios goianos. Conheça a lista de bibliotecas contempladas abaixo.

Até março de 2021, os Grupos de Trabalho e público em geral vão manter contato com as diretrizes da Política Nacional da Leitura e da Escrita (PNLE), com tecnologias sociais premiadas de estímulo à leitura e o debate sobre inovação do mercado editorial. Para conduzir as discussões, o programa prevê palestra e oficinas com especialistas como Aline Rochedo Pachamama (Pachamama Editora), Volnei Canônica (Instituto de Leitura Quindim), Alessandra Roscoe (UniduniLer), Tatiana Nascimento (padê editorial), Elisa Machado (ex-coordenadora do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas), Claudine Duarte (Calangos Leitores) e Larissa Mundim (NegaLilu Editora). Veja programação completa abaixo.

A equipe técnica do Projeto Madalena Caramuru vai conduzir as atividades dos Grupos de Trabalho (GTs) com o intuito da elaboração conjunta do “Relatório de Impacto do Projeto Madalena Caramuru sobre rotinas e práticas de gestão das bibliotecas públicas de Goiás e suas demandas urgentes”. De acordo com Larissa Mundim, o documento será encaminhado ao poder público em âmbito municipal, estadual e federal.

Sobre Madalena Caramuru

Madalena Caramuru era a filha de índia tupinambá Paraguaçu com o náufrago português Diogo Álvares Correia (mais conhecido por Caramuru), que se alfabetizou no ano de 1534, em Salvador/BA. Naquele tempo, a leitura e a escrita eram privilégio dos homens e das mulheres da realeza apenas. É atribuída a ela a autoria de uma carta dirigida ao chefe da primeira missão jesuística, o padre Manoel da Nóbrega, em 1561, na qual denuncia e pede o fim de maus-tratos às crianças indígenas e requer o início da educação feminina. Madalena Caramuru não somente se tornou a primeira mulher a interpretar e usar o código linguístico na história do Brasil, como também a primeira a usá-lo para lutar pela ampliação do direito à Educação. Sua importância para a construção da nação brasileira ainda não se encontra amplamente difundida. Um projeto desta dimensão sócio-cultural batizado com seu nome cumpre, minimamente, função de reparação histórica.

Confira a PROGRAMAÇÃO do Projeto Madalena Caramuru

17 e 18/9 (quinta e sexta)  – carga horária: 10h/a

LIVE_Transmissão em tempo real pelo Facebook e pelo Youtube

Seminário Analítico da Política Nacional da Leitura e da Escrita (PNLE)

Dia 1

14h às 18h – Abertura com Maria das Graças Castro (LIBRIS, UFG)

Apresentação do Plano de Trabalho do programa de gestores de bibliotecas públicas e formação de Grupos de Trabalho (GTs).

Orientações para a constituição da Rede Madalena Caramuru

Dia 2

9h às 12h – Palestra: “Histórico da elaboração do Plano Nacional do Livro e da Leitura (PNLL) e a implantação da Política Nacional da Leitura e da Escrita (PNLE)”, com José Castilho Marques Neto (SP)

14h às 17h – Trabalho de Grupo

Transmissão restrita para integrantes dos GTs.

Encerramento

30/9 (quarta-feira) – carga horária: 3 h/a

LIVE_Transmissão em tempo real pelo Facebook e pelo Youtube

9h às 12h – Encontro com especialista – Tema: “Os desafios da democratização do acesso ao livro, à leitura e à escrita”, com Vôlnei Canônica (Instituto de Leitura Quindim)

02/10 (sexta-feira) – carga horária: 3 h/a

14h às 17h – Trabalho de Grupo

Transmissão restrita para integrantes dos GTs

09/10 (sexta-feira) – carga horária: 6h30 h/a

8h30 às 12h – Encontro com especialista: Oficina: Mediação de Leitura, com Claudine Duarte (Calangos Leitores). Transmissão restrita para integrantes dos GTs.

14h às 17h – Trabalho de Grupo

Transmissão restrita para integrantes dos GTs

23/10 (sexta-feira) – carga horária: 6 h/a

LIVE_Transmissão em tempo real pelo Facebook e pelo Youtube

9h às 12h – Encontro com especialista – Tema: “Os sistemas e as redes como estratégia para o fortalecimento das bibliotecas públicas”, com Elisa Machado.

14h às 17h – Trabalho de Grupo

Transmissão restrita para integrantes dos GTs

06/11 (sexta-feira) – carga horária: 6 h/a

LIVE_Transmissão em tempo real pelo Facebook e pelo Youtube

9h às 12h – Encontro com especialista: Desenvolvimento da economia do livro a partir do mercado editorial independente, com Larissa Mundim (NegaLilu Editora)

14h às 17h – Trabalho de Grupo

Transmissão restrita para integrantes dos GTs

20/11 (sexta-feira) – carga horária: 6h30 h/a

LIVE_Transmissão em tempo real pelo Facebook e pelo Youtube

8h30 às 12h – Encontro com especialistas: “A bibliodiversidade e o fortalecimento dos grupos sub-representados”, com Aline Rochedo Pachamama (Pachamama Editora) e Tatiana Nascimento (padê editorial).

14h às 17h – Trabalho de Grupo

Transmissão restrita para integrantes dos GTs

04/12 (sexta-feira) – carga horária: 6 h30 h/a

8h30 às 12h – Encontro com especialista: Oficina: Mediação de Leitura, com Alessandra Roscoe (Uniduniler Todas as Letras). Transmissão restrita para integrantes dos GTs.

14h às 17h – Trabalho de Grupo

Transmissão restrita para integrantes dos GTs

15/01 (sexta-feira) – carga horária: 4 h/a

14h às 18h – Trabalho de Grupo

Transmissão restrita para integrantes dos GTs

29/01 (sexta-feira) – carga horária: 4 h/a

14h às 18h – Trabalho de Grupo

Transmissão restrita para integrantes dos GTs

05/02 (sexta-feira) – carga horária: 4 h/a

14h às 18h – Trabalho de Grupo

Transmissão restrita para integrantes dos GTs

12/02 (sexta-feira) – carga horária: 4 h/a

14h às 18h – Trabalho de Grupo

Transmissão restrita para integrantes dos GTs

26/03 (sexta-feira) – carga horária: 6 h30 h/a

8h30 às 12h – Trabalho de Grupo

14h às 17h30 – Seminário de Encerramento – EVENTO PRESENCIAL (sujeito às condições de segurança sanitária)

Madalena Caramuru: performance de contação de histórias, com Cia. Ju Cata-Histórias

Avaliação dos trabalhos do programa de qualificação dos gestores de bibliotecas públicas

Apresentação do “Relatório de Impacto do Projeto Madalena Caramuru sobre rotinas e práticas de gestão das bibliotecas públicas de Goiás e suas demandas urgentes”

Exibição do documentário do Projeto Madalena Caramuru

Local: Centro Cultural da UFG

TOTAL: 70 horas/aula

Lista de Bibliotecas participantes do Projeto Madalena Caramuru:

Biblioteca Braille “José Álvares de Azevedo” (Goiânia)

Biblioteca Celuta Mendonça Teles (Bela Vista de Goiás)

Biblioteca do Campus Central de Anápolis (Anápolis)

Biblioteca Estadual Pio Vargas (Goiânia)

Biblioteca Indústria do Conhecimento Aruanã (Aruanã)

Biblioteca Municipal de Itaberaí (Itaberaí)

Biblioteca Municipal de Mossâmedes (Mossâmedes)

Biblioteca Municipal Esaú do Carmo Lima (Bonfinópolis)

Biblioteca Pública Municipal Hernane Faria (Minaçu)

Biblioteca Municipal Isócrates de Oliveira (Pirenópolis)

Biblioteca Municipal João Justino (Serranópolis)

Biblioteca Municipal José Batista dos Santos (Ouro Verde de Goiás)

Biblioteca Municipal Magda Faraj Santanna (Cristalina)

Biblioteca Municipal Maria Brígida (Iaciara)

Biblioteca Municipal Maria da Paz Gonçalves (Santa Bárbara de Goiás)

Biblioteca Municipal Marietta Telles Machado (Goiânia)

Biblioteca Municipal Professor Helvéssio Ferreira de Melo (Hidrolina)

Biblioteca Municipal Professor Manoel Maia (Campestre de Goiás)

Biblioteca Municipal Valdemar Barbosa (Baliza)

Biblioteca Pública de Colinas do Sul (Colinas do Sul)

Biblioteca Pública Municipal de Ceres (Ceres)

Biblioteca Pública Municipal Dona Julica Salgueiro (Santa Rita do Araguaia)

Biblioteca Pública Municipal Monsenhor Chiquinho (Corumbá de Goiás)

Biblioteca Pública Municipal Professor Josino Bretas (Caldas Novas)

Flores de Goiás e Inaciolândia também integram o programa de capacitação on-line, na perspectiva de implantação da biblioteca pública no município.