mistura de talento e emoção,  espetáculo Coppélia será exibido em Itajubá,  no Teatro Christiane Riêra, nos dias 23, 24 e 25 de setembro

apresentacao_coppelia_itajuba

A Cia de Dança de Campinas e o Projeto Dança e Cidadania reunirão alunos de todos os níveis técnicos, que apresentarão seus talentos para o público, no clássico cômico-sentimental Coppélia, com direção artística de Fernando Zavickis e direção geral de Lucia Teixeira, idealizadora do Projeto. Pelo sucesso do espetáculo em Campinas realizado no início desse mês, a Companhia e o Projeto se apresentarão,  em Itajubá/MG, nos dias 23 às 19h30, 24 às 16h30 e 19h30, e no dia 25 às 14h, no Teatro Christiane Riêra, recém-inaugurado. A entrada para os espetáculos é gratuita e os interessados devem chegar com antecedência de 1 hora para retirar o ingresso. Além das apresentações, nos dias 24 e 25, das 10h às 11h30, o professor Fernando Zavickis da Cia de Dança irá ministrar o Workshop “Técnicas de Balé Clássico”, gratuitos, para bailarinos interessados.

O ballet de repertório Coppélia é o primeiro ballet clássico a incluir em seu formato, danças folclóricas, como czardas (dança tradicional húngara), mazurcas (dança tradicional de origem polaca) e polcas (dança popular oriunda da República Tcheca)  trazendo cor local e realismo à ação. A coreografia original é de Arthur Saint-Léon, com libreto de Charles Nuitter, e a música Léo Delibes.

A diretora da Cia de Dança de Campinas e do Projeto Dança e Cidadania, Lucia Helena Negri Teixeira, explica sobre o tema escolhido para a apresentação. “A história de Coppélia se passa em um pequeno vilarejo. Swanilda, a jovem mais bonita da aldeia está noiva de Franz, mas vê seu noivo cair de amores por Coppélia, uma boneca dedicada à leitura atrás de uma cortina, construída pelo Dr. Coppelius, que fabrica brinquedos e possui uma reputação de bruxo. Para dar vida à criação, Coppelius quer usar a alma de Franz, aproveitando-se de sua atração por Coppélia.Porém o plano é desfeito por Swanilda, quando se coloca no lugar da boneca e salva seu amado”, ressalta Lucia.

A apresentação em Campinas se destacou pela interpretação dos bailarinos, e a interpretação das crianças que assistiam, e  entenderam a estória.” Não houve contratação de nenhum personagem para essa produção. Deu certo , o que significa que o trabalho que foi feito com os alunos está sendo bem aproveitado por eles. Para Itajubá levaremos os mesmos solistas”, declarou Lúcia.

Lúcia relembra ainda que, antes de cada espetáculo, os expectadores receberão uma mini orientação sobre como uma platéia deve se comportar no teatro. “Há muitas pessoas que nunca estiveram em um teatro, ou que desconhecem como deve ser sua postura durante uma apresentação ou como consultar o programa distribuído antes das apresentações. São instruções comportamentais que ajudarão o público a se sentir mais a vontade para assistir espetáculos e para frequentarem um teatro, pois o teatro é para todos, e a arte deve ser apreciada, independente de idade e classe social”, destaca a coreógrafa de coordenadora dos projetos. (Taísa Selis)

SERVIÇO

 Ballet Coppélia

Cia de Dança de Campinas e Projeto Dança e Cidadania

 Itajubá/MG

Datas: 23, 24 e 25 de setembro

Horários: dia 23 às 19h30, dia 24 às 16h30 e 19h30, e no dia 25 às 14h

Local: Teatro Christiane Riêra

Endereço: Avenida Gerson Dias, nº, 500 – Centro – Itajubá | CEP: 37500-000

Entrada gratuita

Oficinas dirigidas aos bailarinos Itajubá/MG
Datas: nos dias 24 e 25/09 (sábado e domingo)
Horário: das 10h às 11h30
Oficina: Técnica de Balé Clássico
Profissional: ministrada por Fernando Zavickis
Local: Teatro Municipal Christiane Riêra
Entrada gratuita