Para concluir a prova com êxito, alguns cuidados devem ser tomados

Correr faz bem para a saúde em diversos aspectos. A modalidade não só protege o coração, reduzindo níveis de colesterol, pressão arterial e glicemia, como fortalece a estrutura óssea, auxilia na perda de peso, traz equilíbrio mental e ainda promove a socialização. Não à toa, a cada ano, o Brasil ganha novos adeptos da corrida de rua, um dos esportes que mais cresce no país.

Para quem já iniciou a atividade, um dos maiores desafios é participar de uma corrida oficial. No entanto, para garantir uma prova segura e bem sucedida, é necessário se preparar. Segundo Fernanda Dacache, gerente médica da unidade MIP (medicamento isento de prescrição) do Aché Laboratórios, o primeiro passo, antes de participar de qualquer corrida, é  realizar uma avaliação médica e física.

“O período de preparação para correr a primeira prova é muito importante. É comum que o atleta queira intensificar o treino antes da corrida, mas é necessário respeitar os limites do corpo para evitar futuras lesões. O ideal é treinar intercalando o ritmo entre corrida e caminhada (na proporção 1 para 2 minutos, respectivamente), aumentando progressivamente o ritmo”, aconselha Fernanda.

A seguir, confira algumas recomendações para fazer bonito na primeira prova:

ü  Avaliação médica: Faça um check-up completo. O procedimento pode evitar problemas de saúde e torna a prática do esporte segura;

ü  Descanso: Na noite anterior à prova, procure dormir no mínimo oito horas. O ideal é desligar o cérebro para que no dia seguinte ele esteja bem relaxado para a corrida;

ü  Refeição: Alimente-se duas horas antes da prova, assim dá tempo de fazer o processo de digestão;

ü  Hidratação: Beba bastante água antes, durante e depois da corrida. Estar devidamente hidratado é fundamental em qualquer atividade física;

ü  Vestuário: Use um tênis específico para corrida e, de preferência, que já tenha sido utilizado anteriormente. Calçados novos podem prejudicar a pisada e causar lesões. Vista roupas leves e confortáveis e que não limitem os seus movimentos;

ü  Alongamento: É fundamental que, antes da prova, o praticante faça um aquecimento, além de alongamento antes e depois da atividade; O exercício auxilia na prevenção de futuras lesões – e em casos leves de dores e incômodos, uma alternativa para aliviar os sintomas é a utilização de medicamento à base de dietilamonio diclofenaco, como o Biofenac, que possui ação analgésica e anti-inflamatória para diminuir o inchaço e a dor na região;

ü  Postura: Procure manter o tronco ereto, olhando sempre para o horizonte. Mantenha os cotovelos flexionados em 90° e os ombros soltos. A postura correta aumenta a performance e evita lesões. Para aumentar a performance e evitar lesões, Prefira passos curtos ao invés de passos longos e não toque o calcanhar no chão;

ü  Ritmo: Respeite as condições de seu corpo. É importante não forçar demais na velocidade e na distância para evitar lesões.

 Em casos leves de dores e incômodos, uma alternativa para aliviar os sintomas é a utilização de medicamento à base de dietilamonio diclofenaco, como o Biofenac, da unidade MIP (medicamento isento de prescrição) do Aché Laboratórios, que possui ação analgésica e anti-inflamatória para diminuir o inchaço e a dor na região. Trazendo, dessa forma, alívio imediato às lesões causadas pelo esforço da atividade. (Natalia Galluzzi)