Clima de piquenique

Que tal fazer manobras radicais em um triciclo adaptado? Praticantes do esporte radical  drift trike trazem esta aventura para pais e filhos. Contação de histórias, oficina de aquarela são as principais atrações da edição de outubro. As atividades são gratuitas

Dia de sossego e descanso, o domingo também pode ser um dia de diversão em família. Melhor ainda ser for ao ar livre e com atividades que integrem pais e filhos. Esta é a proposta do Circuito de Arte Consciente, feira cultural que acontece no Setor Marista uma vez por mês com objetivo de estimular a convivência ao ar livre entre as famílias.

No domingo, 18/10, nova programação gratuita será realizada na Praça Conceito Consciente, das 16h às 21h. As ruas laterais à Praça Conceito Consciente, onde acontecerá o evento, serão fechadas para dar liberdade às crianças para andar de skate, patins e bicicleta. O destaque será o drift trike, esporte radical originado a partir da junção da bicicleta com triciclo na Nova Zelândia que tem se tornado sensação em várias partes do mundo e atraído meninos e marmanjos.

De acordo com Vicente Gomes, líder do Grupo Wu Trike Clan, o esporte chegou à Goiânia por meio da internet, mas vem conquistando cada vez mais adeptos. “Nossa equipe é composta por 58 pessoas, de Goiânia e Brasília. Mas conhecemos praticantes de Anápolis e Trindade”. A equipe, que treina semanalmente nas ruas do residencial Alphaville, participa de campeonatos regionais e nacionais.

A equipe estará na Praça Consciente para apresentar esta aventura a pais e filhos. Na ocasião, os pilotos irão fazer manobras demonstrativas para mostrar o potencial do veículo aos principiantes. Quem quiser experimentar a sensação, também poderá assumir o guidom deste “frankenstein”.  Segundo o piloto e diretor da equipe Vicente Gomes, será um momento diferente entre amigos e pais e filhos, a partir de 7 anos de idade. “Ofereceremos toda a segurança para que os participantes possam se divertir ao máximo”.

Mas, quem estiver com crianças menores ou preferir programas menos radicais, haverá contação de histórias do Teatro Destinatário, oficinas de modelagem de balões. Outra atração será a oficina de pintura em aquarela, em que crianças de sete a 12 anos terão a oportunidade de desenvolver habilidades de desenho e dar vida à criatividade. De acordo com a professora de estamparia manual e aquarela, Tatiana Cunha, a proposta é que os participantes desenhem animais de estimação.

“As crianças desenharão seus bichinhos livremente e, depois colori-los com a tinta à base de água. Não existe desenho certo, existe o traço de cada pessoa. Teremos uma breve aula de conhecimento sobre técnicas de aquarela e iremos passar ao desenvolvimento criativo”.

Este é o segundo ano em que o evento é realizado, período em que seis edições já aconteceram. De acordo com o diretor de responsabilidade social da Consciente Construtora e Incorporadora, Felipe Inácio Alvareng, a intenção é aproximar as famílias. “Mesmo em casa, a rotina acelerada e a tecnologia tem influenciado, negativamente, o tempo de convivência entre pais, filhos e irmãos. Por isso viemos oferecer uma programação cultural e esportiva divertida.”, observa.

A meninada ainda vai desfrutar gratuitamente de pinturinha facial, tobogã e pula-pula, tênis de mesa e pebolim. Feira de escambo e espaço gastronômico com food trucks também farão parte da programação.

Sobre o Circuito de Arte Consciente

Com início no ano de 2014, o evento sempre ocorre no terceiro domingo do mês. No ano passado, foram quatro edições, entre maio e agosto. Este ano, o Circuito acontecerá em cinco edições, de agosto até dezembro. A cada edição, a organização procura oferecer atividades inéditas, sempre com doses de cultura, esporte, lazer e ludismo. O palco de sempre é a Praça Conceito Consciente, que atrai por seu conceito sustentável e proximidade com a natureza.

Praça Conceito Consciente

A Praça Conceito Consciente foi revitalizada em 2012 pela Consciente Construtora e Incorporadora em parceria com o poder público.  No espaço, que outrora estava subutilizado, foi desenvolvido um projeto com premissas de sustentabilidade e acessibilidade. Lá tem, por exemplo: iluminação por energia solar, telhado verde, reuso de água, uso de espécies do bioma cerrado entre outros recursos ambientalmente corretos escolhidos para o local. Sinalização para pessoas com deficiência visual e rampas para pessoas com deficiência física também são contemplados no espaço.  A Praça fica na Rua 27 c/ Rua T-50, Setor Marista. (Comunicação Sem Fronteiras)

Serviço
Circuito de Arte Consciente – Edição Outubro
Quando: domingo (18/10), a partir das 16h.

Onde: Praça Conceito Consciente (Rua 27 c/ Rua T-50, Setor Marista)

Entrada franca