Espetáculo Natureza Morta (créditos: Lu Barcelos) 

O Grupo Ateliê do Gesto, em parceria com a Enel Distribuição Goiás, apresenta o espetáculo Natureza Morta, com os bailarinos Daniel Calvet e João Paulo Gross, nesta sexta (15) e sábado (16), às 20h, no Teatro Goiânia Ouro. A peça inspirada na vida e obra do artista plástico mineiro Farnese de Andrade, une dança contemporânea à arte visual. Os movimentos dos bailarinos se encontram com a obra do desenhista, escultor e pintor, num espetáculo que fala sobre o movimento Barroco. As apresentações têm entrada franca, mas o público é convidado a doar livros literários, usados ou não, que serão entregues para uma biblioteca pública. Os ingressos podem ser retirados na bilheteria do teatro com duas horas de antecedência. O espetáculo também contará com audiodescrição.

O espetáculo faz parte do projeto “Natureza Morta – Circulação” e proporciona ao público uma experiência intimista e um exercício poético ao trazer o Barroco, um movimento artístico que expõe os conflitos humanos que se equilibram entre a emoção e a razão, o prazer e a dor, a vida e a morte. Segundo João Paulo Gross, diretor do espetáculo e bailarino, ainda que pertença ao século XVII, o movimento pode surgir e ressurgir em outras épocas e lugares. “Como vivemos hoje? Não somos todos uma multidão de solitários? Uma grande aldeia global, numa rede interligada, porém marcada pelo individualismo e a solidão? Mais do que apresentar resposta, Natureza Morta chama o espectador para refletir e questionar junto”, explica.

A obra nasceu há dez anos, no Rio de Janeiro, quando João Paulo Gross atuava por lá. O espetáculo passou por palcos como Sesc Copacabana, foi ganhador da Mostra Novíssimas Pesquisas Cênicas (projeto organizado pela diretora e atriz Ana Kfouri), participou da Bienal Sesc de Dança/Edição 2009 e contou com a dramaturgia de Verônica Prates. Em 2017, a apresentação foi incorporada ao repertório do grupo goiano Ateliê do Gesto, um local, segundo Gross, de pesquisas do movimento Barroco, em diálogo com outras áreas artísticas.

O projeto “Natureza Morta – Circulação” recebeu incentivo cultural da Enel Distribuição Goiás por meio da Lei Goyazes e neste ano, passará por cinco cidades brasileiras: Goiânia, Cidade de Goiás e Piracanjuba, em Goiás, Belo Horizonte (MG) e Campo Grande (MS), com duas apresentações gratuitas em cada uma delas. Também serão oferecidas oficinas que visam a aproximação de profissionais e estudantes da dança com o dia a dia do grupo Ateliê do Gesto. Serão três dias de convivência, troca, aprendizado e experimentações, para que os participantes possam conhecer todo o processo de trabalho do grupo. Projetos que estimulam a cultura são de grande importância para a distribuidora. De outubro a dezembro de 2018, cerca de R$ 890 mil foram investidos em 10 projetos aprovados por meio do Programa de Incentivo à Cultura – Lei Goyazes. (Matheus Asafe)

Serviço

Espetáculo Natureza Morta

Quando – sexta (15) e sábado (16).

Horário – 20h.

Local – Teatro Goiânia Ouro, Rua 3, nº 1016, Centro, Goiânia.