Entres as personalidades que estarão no Centro Cultural São Paulo estão a diretora de comunicação não-violenta da Bay Area, Nancy Kahn (EUA), a professora Claire Rumore (EUA), a cartunista Laerte Coutinho, a travesti Helena Vieira,  a transfeminista Jaqueline Gomes de Jesus, a ensaísta e performer Jota Mombaça

As novas estratégias para enfrentar a homofobia e a transfobia e a criação de espaço que inclua as várias identidades sexo e gênero diversas são alguns dos temas que serão discutidos na 2ª Conferência Internacional [SSEX BBOX] & no Festival Mix Brasil  de Cultura e da Diversidade que reunirão, de 9 a 20 de novembro, no Centro Cultural São Paulo, pesquisadores, artistas e performers nacionais e internacionais e que terá mais de 33 atividades abertas ao público. As palestras, debates, workshops, exibição de filmes, rodas de conversa e performances artísticas serão centradas na discussão de perspectivas plurais sobre gênero e diversidade sexual .

Uma iniciativa do projeto [SSEX BBOX], a conferência que estreou em 2015 em parceria com o Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade, pretende reunir este ano mais de 10 mil pessoas para conhecer o pensamento de figuras chave, tais como, a diretora de CNV (comunicação não-violenta) da Bay Area, Nancy Kahn (EUA), a professora Claire Rumore (EUA), a cartunista Laerte Coutinho, a travesti Helena Vieira,  a transfeminista Jaqueline Gomes de Jesus, a ensaísta e performer Jota Mombaça.
A programação completa será disponibilizada no site da conferência http://ssexbbox.com/conferencia/

A 2ª Conferência Internacional [SSEX BBOX] & Mix Brasil vai transformar o Centro Cultural São Paulo em um espaço onde todas as pessoas se sintam compreendidas em pontos importantes de sua luta, além de promover a reflexão sobre novas estratégias de enfrentamento à homofobia e à transfobia.

“Em tempos de intolerância, alguns caminhos possíveis são a informação e a união: precisamos nos instruir e nos juntar para resistir e oferecer conhecimento contra o conservadorismo machista, sexista, racista, misógino e LGBTfóbico”, afirma Priscilla Bertucci, um dos curadores e coordenador-geral da iniciativa. “O compromisso do projeto [SSEX BBOX] é criar espaços, físicos e virtuais, que democratizem o acesso à informação e estimulem um diálogo aberto, permitindo que as pessoas descubram mais sobre si mesmas e seus desejos”.

Para viabilizar a realização do evento, a conferência está realizando uma campanha de financiamento coletivo (crowdfunding) na plataforma Catarse: www.ssexbbox.com/campanha.

PARCERIA

A 2ª Conferência Internacional [SSEX BBOX] & Mix Brasil conta com a parceria do UNICEF, do Livres & Iguais – ONU, da OIT, do CEERT, da revista Bravo, do Center of Sex and Culture, dentre outros.

PÚBLICO

A 2ª Conferência Internacional [SSEX BBOX] & Mix Brasil destina-se a pesquisadores, ativistas, profissionais das mais diversas áreas e a todas as pessoas que se interessam pelas temáticas abordadas. Tendo em vista nosso compromisso com a interseccionalidade e com a comunicação não-violenta, procuramos realizar um encontro diverso que enriqueça o diálogo e a escuta empática entre os grupos. (RLC COMUNICAÇÃO E IDEIAS)

SERVIÇO

2ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL [SSEX BBOX] & MIX BRASIL

Quando: de 9 a 20 de novembro de 2016

Onde: Centro Cultural São Paulo – Rua Vergueiro, 1000, Paraíso, São Paulo-SP

Ingressos: gratuitos – retirada de ingressos uma hora antes de cada atividade.