Obras O uso criativo de acervos fotográficos e Arquivos e Coleções Privados Cedoc/Funarte – Guia Geral serão apresentadas ao público na Livraria da Travessa Botafogo, no Rio de Janeiro

unnamed

A Fundação Nacional de Artes – Funarte vai lançar duas publicações técnicas no dia 21 de junho, às 19h, na Livraria da Travessa de Botafogo – Rio de Janeiro (RJ). São elas: O uso criativo de acervos fotográficos, que completa o oitavo volume dos Cadernos Técnicos de Conservação Fotográfica, produzido pelo Centro de Conservação e Preservação Fotográfica (CCPF), e Arquivos e Coleções Privados Cedoc/Funarte – Guia Geral, produzidos pelo Centro de Documentação e Informação (Cedoc), ambos editados pelo Centro de Programas Integrados (Cepin) da Funarte.

O oitavo volume dos Cadernos Técnicos terá apresentação de Sandra Baruki, coordenadora do CCPF, e Arquivos e Coleções Privados Cedoc/Funarte – Guia Geral será apresentado por Caroline Cantanhede, mestre em História, Política e Bens Culturais pela Fundação Getulio Vargas e documentalista do Cedoc/Funarte. Ambos os livros resultam do trabalho que vem sendo desenvolvido pelo Cepin no sentido de capacitar profissionais na área de preservação fotográfica e de divulgar o rico acervo do Cedoc.

De autoria de Pedro Karp Vasquez, O uso criativo de acervos fotográficos é baseado numa série de oficinas ministradas pelo autor, a convite do CCPF, abordando o trabalho de curadoria e de montagem de exposições fotográficas de forma criativa. As aulas ocorreram entre 2013 e 2015, no Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro; no Memorial da Resistência, em São Paulo; no Museu Theo Brandão de Arqueologia e Antropologia da Universidade Federal de Alagoas, em Maceió; no Museu da República, no Rio de Janeiro; e na Sociedade Fluminense de Fotografia, em Niterói (RJ).

O projeto que deu origem ao livro teve como público-alvo pessoas de interesses variados, como museólogos, conservadores, arquivistas, historiadores, pesquisadores, fotógrafos profissionais e amadores, além de leigos. Entre os temas abordados Na obra estão curadoria, criatividade, montagem de exposições, direitos de propriedade intelectual, sugestões para elaboração de projetos e um capítulo com estudo de caso sobre o Instituto Moreira Salles.

Organizado por Caroline Cantanhede e Fabiana Fontana, a publicação Arquivos e Coleções Privados Cedoc/Funarte – Guia Geral é voltada para pesquisadores e reúne informações básicas sobre cada acervo privado da instituição, tais como: a procedência, o doador, o período compreendido, os idiomas, a dimensão, a descrição quantitativa, o estágio de tratamento e os instrumentos de pesquisa disponíveis para cada acervo.

A principal preocupação das organizadoras foi “desvendar” o que está sob a guarda do Cedoc há muitos anos. Segundo elas, a finalidade é tornar público “um patrimônio documental único, de importância cabedal para as artes no Brasil, principalmente no que se refere à história do teatro e da dança”. Caroline e Fabiana destacam que o trabalho teve como objetivo principal a busca por autonomia e reconhecimento institucional do setor de “Arquivos Privados”, onde estão guardados documentos cuja origem da produção e/ou acumulação é oriunda de artistas, grupos, companhias, críticos, intelectuais, professores, entre outros, e estão organizados de acordo com a proveniência.

O Guia Geral está dividido em três grandes seções: “Campanha de doação/Projeto de Memória do Teatro/Projeto Memória das Artes Cênicas”; “Aquisições diversas”; e “Procedências não identificadas”. O objetivo foi mostrar que a maior parte dos arquivos e coleções custodiados na atualidade foi adquirida por meio de campanhas de doação empreendidas pelas instituições antecessoras da atual Funarte – Serviço Nacional do Teatro (SNT), Instituto Nacional das Artes Cênicas (Inacen) e Fundação Nacional de Artes Cênicas (Fundacen). A segunda parte do livro traz documentos que chegaram à instituição após 1990, no extinto Instituto Brasileiro de Arte e Cultura (IBAC), que precedeu a atual Fundação. A última seção reúne conjuntos cuja procedência não pôde ser identificada.

Sobre a Coleção Cadernos Técnicos de Conservação Fotográfica

A publicação se propõe a divulgar trabalhos brasileiros e estrangeiros, contribuindo para a difusão desse campo de saber, criando uma bibliografia básica nos vários campos de atuação da conservação e preservação fotográfica. O conteúdo é voltado para profissionais que trabalham em museus, centros culturais e na produção de exposições e visa, ainda, a capacitar os profissionais envolvidos com a memória da fotografia e das artes no país. (Funarte – Assessoria de Comunicação)

Lançamento:
Dia 21 de junho de 2016 (terça-feira), às 19h
Livraria da Travessa
Rua Voluntários da Pátria, 97 – Botafogo, Rio de Janeiro (RJ)