Sexta edição da Vanitas coloca em cartaz trabalhos de todo o Brasil

Jessyka, de Leandro Dário. Crochê, nanquim, caneta branca e metalizada sobre papel duro. 2015.
Uma das obras exposta: Jessyka, de Leandro Dário. Crochê, nanquim, caneta branca e metalizada sobre papel duro

Na próxima segunda-feira (02), durante o feriado de Finados, a Plus Galeria realiza em Goiânia a sexta edição da Vanitas. A exposição, que discute a morte por meio de trabalhos que abordam caveiras e naturezas mortas, está em sua sexta edição consecutiva. Este ano serão expositores os goianos Oscar Fortunato, Rustoff, Wolney Fernandes, Marcellus Nishimoto, El Mendez Enc e Lupe, radicada no Rio de Janeiro. Também participam os paulistas Zé Otávio, Fernando Mira, Alto Contraste (Ac Stencil), Leandro Dário, Thais Ueda, Carlos Rezende, Mariana Pabst Martins e Fernanda Guedes; os catarinenses Nestor Junior e Ramon Rodrigues; a potiguar Sabrina Bezerra, o pernambucano Fabio Melo e os mineiros Rodrigo Mogiz e Leo Brizola.

“A Vanitas não é uma exposição que fica em cartaz, como todas as outras compõem nosso calendário de mostras, ela é um happening, que só acontece no Dia de Finados. É forma que encontramos para celebrar a vida, nos lembrar sobre a finitude de tudo e um ótimo momento para repensar nossa existência e os valores que praticamos e outros que deixamos de lado, muitas vezes por conveniência”, explica a curadora Lydia Himmen. Segundo ela, os trabalhos expostos são feitos exclusivamente para a ocasião, e as obras que não são adquiridas durante o evento passam a integrar o acervo da galeria.

O termo ‘vanitas’, em latim, significa ‘vazio’, ‘futilidade’, e simboliza o vazio do que é efêmero. O vocábulo latino, na língua portuguesa, está tanto na origem do substantivo ‘vaidade’ quanto na do adjetivo ‘vão’. É possível, assim, entender a maior parte das naturezas mortas e trabalhos artísticos que fazem alusão à morte, não apenas como demonstração de virtuosismo artístico, mas como provocações sociais alegorias morais, mensagens que permitem a reflexão sobre a certeza da morte e a transitoriedade da vida.

Moda e tatuagens
A estilista Su Martins, à frente da marca Salamandra de Fogo, participa desta edição, com toy arts, bolsas e outros acessórios temáticos, assim como Elke Talone, que traz caveiras do México e sobre as quais intervém. Além disso, a equipe de tatuadores do estúdio La Vella Guardia Tattoo fará tatuagens durante todo o evento: flashes de caveira e elementos manuscritos por Oscar Fortunato, todos feitos exclusivamente para o evento. (Marcellus Araújo)

SERVIÇO
O quê
: Exposição Vanitas 2015

Quando: Segunda-feira (02), das 17h às 22h
Onde: Plus Galeria (Rua 114, nº 70, Setor Sul, Goiânia-GO)
Entrada franca. Obras de arte, peças de vestuário, tatuagens, bebidas e comidas à venda.