Na manhã da última quarta-feira, 4 de janeiro, cerca de dez mulheres – parte do grupo de gestantes do Hospital Materno Infantil (HMI) – participaram de uma palestra ministrada pela residente em Enfermagem Obstétrica, Juliana Ferreira, sobre parto humanizado. A enfermeira destacou o que esse tipo de parto, dentre outros benefícios, prevê, acima de tudo, o respeito pela mulher como uma pessoa única em um momento que ela necessita de atenção e cuidado.

“O parto humanizado é um assunto polêmico, muitos profissionais ainda adotam uma postura intervencionista. O grupo de residência em Enfermagem Obstétrica do HMI tem mudado isso, tentando fazer o mínimo de intervenção, para que o parto seja o mais natural possível, mais humano e afável”, explicou Juliana. A enfermeira ainda ressaltou os benefícios do direito, assegurado por lei, de se ter um acompanhante durante o trabalho de parto. Segundo ela, um dos principais é o apoio emocional, fundamental no processo de nascimento do bebê.

Em clima descontraído, as gestantes riram, se emocionaram e trocaram informações sobre suas respectivas experiências. Uma das mães presente no encontro, Magnalda Costa dos Santos, que está chegando ao fim de sua quarta gestação, destacou como tem acumulado conhecimento com o encontro de gestantes. “Já tive três filhos e ainda estou aprendendo muitas coisas no grupo de gestantes, que antes não sabia”, contou Magnalda. (Assessoria de Imprensa do HMI)