Mariana – Kasane

Com 27 mil metros quadrados, hospital geral privado de alta complexidade terá 180 apartamentos, 40 quartos de UTI, Centro Cirúrgico com 9 salas, 2 salas de hemodinâmica, laboratório e centro de diagnóstico de última geração

A partir do dia 13 de dezembro, Goiânia ganha um centro de saúde que promete ser referência em alta complexidade, diagnóstico e tratamentos de ponta: o Hospital Órion. Com a chancela do Hospital Israelita Albert Einstein, a primeira unidade sob a gestão Einstein fora da cidade de São Paulo, traz consigo o respaldo e a expertise de mais de 48 anos do hospital paulista.

Com área total de 27 mil metros quadrados, o hospital geral de alta complexidade impressiona não apenas pela estrutura física, que, ao atingir 100% da sua capacidade, será o maior em número de leitos privados ofertados em Goiânia, mas também pela tecnologia utilizada na construção, equipamentos adquiridos e qualidade dos profissionais contratados.

A unidade, que será inaugurada com 50% da capacidade, terá 180 apartamentos automatizados, sendo 12 leitos para transplante de medula, 40 quartos de terapia intensiva, sendo quatro suítes de isolamento, Centro Cirúrgico com 9 salas inteligentes, 2 salas de hemodinâmica, laboratório com capacidade de processamento de 150 mil exames por mês e centro de diagnóstico de última geração.

O Hospital Órion contará inicialmente com cerca de 350 colaboradores das mais diversas áreas e 70 médicos contratados, além de um corpo clínico com cerca de mil médicos. Até o momento, cerca de 500 já estão cadastrados no Hospital Órion.“Nosso corpo clínico será aberto. Poderão se cadastrar médicos que tenham os devidos títulos de especialidades em suas áreas de atuação e algumas outras habilitações para determinadas especialidades”, explica o diretor do hospital, José Carlos Teixeira. O processo seletivo analisou cerca de 9 mil currículos de profissionais de todas as áreas e envolveu entrevistas, etapas teóricas e práticas. Os profissionais contratados realizaram imersão de 15 dias no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, onde conheceram estrutura, procedimentos e permaneceram em contato com a cultura da instituição, entendendo valores e processos do Einstein.

“Um dos propósitos do Hospital Órion é contribuir para a troca de experiências e o desenvolvimento da assistência à saúde no Centro-Oeste, já que a unidade apresenta um modelo com um nível de serviço diferenciado, focado na segurança e no atendimento do paciente, gerido por indicadores de processos que podem ser estratégicos em outras instituições, já que grande parte dos profissionais possui duplo vínculo; ou seja, esse profissional vai compartilhar esse know-how em outras unidades de saúde”, considera José Carlos.

UTI

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Órion será composta por duas unidades, uma no 2º e outra no 3º andar, com 20 quartos cada. Na primeira fase, serão abertos 10 quartos, sendo 2 de isolamento. Todos são individuais e humanizados, com a possibilidade de o acompanhante ficar 24 horas junto ao paciente. Os quartos têm televisão, ar condicionado e poltronas reclináveis e alguns possuem acesso à luz natural, o que auxilia o paciente em sua orientação e recuperação. A UTI conta, ainda, com jardim, sala da família e copa para acompanhantes.

Apartamentos automatizados

Todos os apartamentos são individuais e inteligentes, com automação das persianas, ar condicionado, iluminação e televisão. O paciente pode realizar chamada e vídeo chamada diretamente com o posto de enfermagem e hotelaria, por meio de um tablet. Os banheiros são amplos com dispositivo de chamada de emergência e cortinas descartáveis, o que minimiza o risco de infecções.

“A automação é uma funcionalidade que possibilita maior comodidade ao paciente, minimizando o risco de queda e outros riscos relacionados ao deslocamento do paciente sem acompanhamento adequado. A vídeo chamada propicia ainda o atendimento mais rápido e assertivo, uma vez que o paciente pode antecipar a sua necessidade por meio da tecnologia”, afirma José Carlos.

Adicionalmente, os leitos de Transplante de Medula Óssea possuem barreira tripla, ou seja, tratamento de água e pressão positiva com filtro Hepa, além de antecâmara para o controle físico, mecanismos que minimizam o risco de infecções ao paciente.

Centro Cirúrgico

O Centro Cirúrgico possui nove salas inteligentes com equipamentos de alta tecnologia, como ventiladores e monitores integrados ao prontuário eletrônico Tasy, monitores de 55 polegadas para a visualização de imagens. As salas possuem, ainda, teto filtrante que assegura um ambiente seguro e que previne infecções. O Centro Cirúrgico do Órion atende em 100% os processos de check list de cirurgia segura, protocolo recomendado pelo Ministério da Saúde e mundialmente pela Organização Mundial de Saúde.

A Central de Material e Esterilização conta com planta completa e inédita no Brasil, com instrumentais de alta precisão e equipamentos de última geração, todos importados da Steelco, além de software de rastreabilidade de todo arsenal.

Anexo ao Centro Cirúrgico, a equipe médica poderá contar com um lounge médico, ambiente preparado para descanso, estudo e integração, além de local para alimentação.O espaço para conforto médico, que comporta cerca de 50 profissionais, oferece a comodidade para a equipe relaxar e se alimentar entre as cirurgias, que se reverte em funcionalidade, praticidade e ganho de tempo.

Tecnologia

Entre os investimentos do Órion está o material de todas as pias e bancadas do hospital emCorian. Material não poroso, que evita o crescimento de bactérias ou fungos, já que também não possui emendas e é altamente resistente – é o que há de mais moderno para este tipo de revestimento. Todos os quartos e áreas assistenciais são revestidos com um papel de parede vinílico holandês da marca Vescom, específico para ambientes hospitalares, facilitando a higienização e a manutenção, já que é impermeável e lavável.

Todas as áreas assistenciais são conectadas com as de apoio, laboratório, farmácia e banco de sangue, por meio de um correio pneumático que possibilita o transporte de medicamentos, materiais e tubos de coleta laboratorial. “Desta forma, um exame coletado no 4º andar pode chegar ao laboratório, localizado no 1º andar, em segundos”, explica o sócio empreendedor João Artur Rassi, da FR Incorporadora, uma das responsáveis pela obra.

Com capacidade de processamento de 150 mil exames por mês, o Laboratório Órion possui um portfólio completo de equipamentos para exames de análises clínicas e análise genética, com possibilidade, inclusive, para eventual coleta e envio a outras cidades ou países. O Centro de Diagnósticos oferecerá exames de raio X, mamografia, densitometria óssea, tomografia computadorizada, ressonância magnética com laudos em tempo real, e ainda ecocardiograma, eletrocardiograma, ultrassom, teste ergométrico, endoscopia/colonoscopia, holter, mapa, coleta laboratorial e curva glicêmica. Tanto o laboratório quanto o setor de imagem estão conectados à estrutura do Einstein em São Paulo.

Integração

O Hospital Órion está localizado no Órion Business & Health Complex, na avenida Portugal, oferecendo um espaço multiuso, com hotel, centro de convenções, centro comercial com mais de 300 clínicas e shopping com praça de alimentação, além de estacionamento próprio. “O paciente e seu acompanhante poderão usufruir da comodidade dos diversos serviços em um único local. Os pacientes do centro clínico poderão contar com agendas diferenciadas no serviço de Medicina Diagnóstica do Hospital Órion”, detalha José Carlos.

Início da operação

Em funcionamento desde o dia 25 de novembro, a unidade terá sua solenidade oficial de inauguração, no dia 13 de dezembro, sexta-feira, durante evento para autoridades, convidados e imprensa.

Serviço:

Inauguração Hospital Órion

Data: 13 de dezembro

Horário: 12 horas

Local: Auditório do Hotel Clarion – Órion Business & Health Complex – Avenida Portugal, nº 1148, setor Marista