Chef goiano está à frente da reformulação do cardápio do restaurante do Mercure Goiânia, ressaltando o regionalismo e a tradição culinária de Goiás

HUMBERTO MARRA - Foto Chocolate Fotografias (3)

O Restaurante Coralina, do Mercure Goiânia, passa agora a contar com a experiência e o know how do chef goiano Humberto Marra, que assume a operação de alimentos e bebidas do hotel. Conhecido por incentivar e divulgar a culinária goiana nos cardápios que assina e nos variados cursos, workshops e festivais que encabeça, Marra será responsável por reformular os cardápios da casa.

O novo menu traz uma pitada maior de regionalidade, explorando a tradição da culinária goiana tão marcante, a partir de ingredientes únicos e cheios de sabor, que são referência quando o assunto é a gastronomia de Goiás. ’’É nossa missão fortalecer o regionalismo no cardápio, com pratos saborosos e charmosos e sempre com o cuidado de manter o padrão e a qualidade dos hotéis com a assinatura AccorHotells’’, adianta Marra, destacando que entre os novos itens do cardápio serão usados com mais ênfase a carne de porco e os produtos da estação e de produtores locais.

Eles se somarão aos pratos regionais já presentes no menu e que são um sucesso entre os clientes, como os mini pastéis de guariroba e queijo crioulo com geleia picante, a chica doida e a galinha a moda caipira com pequi.

No quesito sobremesa, além das opções como brownie crocante de nozes e o petit gateau de doce de leite com sorvete de goiaba, a regionalidade está presente na produção in loco de doces regionais como a bananada, o doce de manga verde (intrigante pela acidez) e o de leite talhado, tradicional nas fazendas goianas.

Coralina

Com a parceria de Humberto Marra, o gerente geral do Mercure Goiânia, Rodrigo Mangerotti, quer chamar a atenção do público para a qualidade da gastronomia do hotel, ressaltando a tradição da culinária goiana sob o olhar e a experiência de um chef renomado nacionalmente. “Estamos investindo para que o Coralina seja referência em culinária regional, com pratos típicos que valorizem a cultura do Estado e divulguem essa culinária tão rica e que encanta tanto aos goianos quanto quem vem de fora, fazendo jus ainda à homengem que o restaurante faz à reconhecida poetisa goiana, que dá nome à casa“, afirma Mangerotti.

Mangerotti ressalta, ainda, a excelência do serviço oferecido pelo hotel. “A cozinha do Mercure contempla a Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC), que identifica perigos potenciais à segurança do alimento desde a obtenção das matérias-primas até o consumo, medida recomendada por organismos internacionais como a Organização Mundial do Comércio (OMC), a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e a Organização Mundial da Saúde (OMS)’’, finaliza.

Sobre o chef

Goianense, Humberto Marra tem fortes alicerces nas tradições culinárias de sua terra natal, tema de constantes pesquisas durante sua carreira. É pioneiro na chamada Cozinha Goiana Revisitada, que valoriza a culinária de raiz, com uso de produtos e ingredientes locais, pensando o preparo de pratos regionais em versões contemporâneas.

Começou sua carreira em Nova York, onde trabalhou e estudou, acumulando experiências ainda em Amsterdã (Holanda), Barcelona (Espanha), Florianópolis e São Paulo, onde trabalhou com os chefs Alex Atala (Filomena, DOM, Dalva & Dito) e Mara Salles (Tordesilhas).

Orientou o planejamento e a abertura de diversos negócios do segmento de alimentação fora do lar. Em 2012, articulou a formação da Associação Goiana dos Profissionais e Estudantes de Cozinha (AGPEC), da qual foi o presidente-fundador. É o idealizador do Movimento Nossa Pitada e, hoje, organiza uma feira com o mesmo nome em Goiânia. (Kasane)