Cris Matos | Bossa Comunicação

(divulgação)

Com trabalho autoral que ressignifica o luxo, Rico Prado Lobo Flores, proporciona experiencias sinestésicas em arranjos de flores com bossa

Apaixonado e envolvido pelas flores desde a infância na casa dos pais e em viagens pelo mundo, Rico Prado Lobo, se viu impactado por um arranjo enorme no lobby do hotel George V em Paris, despertando um interesse e encantamento imediato por arranjos.

Formado em arquitetura, decidiu não seguir carreira e se dedicar as flores de forma autodidata e intuitiva. Se especializou e aperfeiçoou seu trabalho posteriormente em NY, Londres e Amsterdam. Antes da Rico Prado Lobo Flores, já atuava no mercado e teve um período de pausa de alguns anos por conta de um grave acidente. Em 2015 seu amor pelas flores e o desejo de trabalhar com elas novamente deram vida a sua marca.

Ao lado de Nilson Moura, publicitário com pós graduação em Marketing pela FGV e especializações em NY, a Rico Prado Lobo Flores iniciou sua trajetória de arranjos, em 2015, com apuro estético e que provocam os sentidos em experiências sinestésicas e lúdicas e onde ficam impressas a sensibilidade e criatividade do flower designer Rico Prado Lobo.  

Para suas criações, Rico, leva em consideração a ocasião e para quem está sendo criado, a partir daí suas inspirações vem de músicas, filmes e até mesmo um sentimento do momento. É assim que o flower designer emprega sua sensibilidade e apresenta seu gosto refinado e eclético e tendo predileção pela harmonização de cores. As suas favoritas para suas composições são as frésias e ranúnculos, fora do radar só ficam os crisântemos.

Traço marcante no DNA da Rico Prado Lobo Flores, está a especialidade em elaborar arranjos que utilizam flores, frutas e elementos inusitados, criando uma conexão entre natureza e arte. O desejo de provocar os sentidos e proporcionar experiencias se fazem presentes em cada bouquet que carrega bossa e a expressão artística de Rico Prado Lobo.

Mais do que arranjos, a Rico Prado Lobo Flores, também está atenta e preocupada com as questões de responsabilidade social. No Dia dos Namorado, ‘natal das floriculturas’, parte do lucro arrecadado com as vendas foram destinados para o Projeto Apolônias do Bem, da ONG Turma do Bem, fundado em 2012 pelo cirurgião-dentista Fábio Bibancos, que oferece tratamento odontológico para que mulheres vítimas de violência doméstica possam voltar a sorrir, parte do lucro.

Para quem gosta de flores em arranjos sofisticados e que carregam sensibilidade, não pode deixar de conhecer a bossa da Rico Prado Lobo Flores.