Ingrid Ribeiro

Edição virtual da Semana de Portinari encerra neste domingo (23)

Até 23 de agosto, o público ainda pode participar virtualmente da Semana de Portinari, promovida pelo Museu Casa de Portinari, instituição da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, gerida pela ACAM Portinari, em parceria com a Prefeitura do Município de Interesse Turístico de Brodowski. Dentre as atividades dos últimos dias, estão lives que percorreram os principais cômodos do equipamento, vídeos e feira de artesanato.

As lives acontecerão entre 20 e 22 de agosto e serão mediadas pelos educadores do Museu. Passeando pelos espaços, eles contarão detalhes e curiosidades sobre o ateliê de Candido Portinari, a Capela da Nonna e o projeto Caminhos de Portinari, que conecta o Museu a outras paisagens de Brodowski, como a Praça Candido Portinari, a Igreja Santo Antônio, o Coreto, a Estação Ferroviária e o Bebedouro Público de Animais, territórios da memória do artista que ampliam a compreensão dos temas recorrentes de suas obras.

Nesta quinta-feira (20), tem Feira de Artesanato virtual na qual os artesãos regionais poderão expor suas peças e processos criativos por meio de vídeo.

Na sexta-feira (21), o público poderá conferir o “Espetáculo Candim… Nos Caminhos de Portinari”. O vídeo produzido pelo SESC Catanduva é uma adaptação on-line da peça de teatro “Candim”, da Cia da Casa Amarela, ganhadora de vários prêmios. A antiga residência do artista é apresentada sob uma nova perspectiva.

Já no sábado (22), um vídeo expõe as cartas de Portinari ao amigo brodowskiano Sr. Almeida. À época, o artista residia no Rio de Janeiro e o jornalista Lauro João de Almeida, que além de manter um periódico que cobria todas as notícias do município paulista, em meados do século passado, ainda se dedicava ao serviço de alto-falante no coreto municipal que mais tarde teria seu nome em uma justa homenagem.

Para encerrar a programação da Semana de Portinari – edição virtual tem vídeo da educadora Fernanda Bergamo narrando o amor do pintor por Brodowski e como a cidade era na época da sua infância.

Todos os conteúdos são veiculados nas redes sociais pelo perfil @museucasadeportinari e, também, no site www.museucasadeportinari.org.br/culturaemcasa.