Projeto The Street Store, que já rodou cidades do mundo todo, tem como objetivo beneficiar moradores de rua com roupas, calçados e acessórios

TSS São Paulo-SP
Ação realizada em São Paulo capital

Imagine uma calçada se transformar em prateleira, ou um banco servir de cabide e uma praça ser vista como vitrine de moda. É exatamente esta a proposta do projeto The Street Store – Loja de Rua, que vai acontecer no próximo dia 26 (sábado), das 8h às 16h, em Goiânia. A campanha consiste em montar uma “loja grátis” e de curta duração em um dos locais mais movimentados da capital, a avenida Goiás, no Setor Central, sem fins lucrativos, onde os clientes serão moradores de rua, andarilhos e pessoas necessitadas. Eles terão a oportunidade de escolher roupas, calçados e acessórios como em uma compra normal, com dignidade e de acordo com seus gostos.
A iniciativa visa não só a arrecadação, mas também atender aqueles que não são acolhidos por políticas públicas, ou que não possuem nenhum amparo institucional. A ação também tem como finalidade a aproximação e a convivência harmoniosa entre indivíduos de realidades distintas, em busca da valorização do ser humano e do desapego por coisas materiais em prol do próximo.
As doações podem ser feitas até o dia 24 (quinta-feira) nos seguintes locais: Fê Palazzo, Espaço EBM, P di Pizza, Ateliê Eleonora Hsiung, Café Cariño Cafeteria, Los Picolos Paleteria e na loja Manu Pepê. Serão aceitas peças em bom estado e limpas. Os interessados podem doar roupas, calçados, cintos, lenços, toalhas, bonés, chapéus, bolsas, carteiras, cachecóis, bijuterias, acessórios, cobertores, travesseiros e almofadas, ou seja, tudo o que uma loja de moda deve ter. Não serão aceitos alimentos, remédios, panelas, talheres, vasos ou objetos decorativos.
Além do objetivo central, existe a questão da mobilização de empresas e cidadãos comuns que tenham vontade de fazer o bem comum e atuar como voluntário. Os nomes dos doadores não serão divulgados na campanha, por não ter fins lucrativos. O contato deverá ser feito com a idealizadora do projeto em Goiânia, Inês Almeida, via e-mail para o endereço inesmidia@gmail.com. Quem quiser ser um voluntário, no caso de pessoa física, precisa ter acima de 18 anos e deve estar engajado com a ideia de ajudar o próximo, fazendo um compromisso consigo mesmo e com a sociedade. O e-mail deve conter nome completo e telefone. As inscrições vão até sexta-feira (18) e os primeiros 50 nomes serão contatados.
Ação mundial
O The Street Store teve início em 2014 e já foram mais de 300 edições em todo o mundo. No Brasil, a ação já arrecadou doações e ajudou pessoas em mais de dez cidades, entre elas São Paulo, Manaus, Belém, Recife e Florianópolis. Para a idealizadora do projeto em Goiânia, a publicitária Inês Martins, “a Loja de Rua tem como intenção unicamente fazer com que as pessoas necessitadas tenham a chance de escolher o que gostariam de vestir, calçar e usar, como se estivessem fazendo uma compra e que se sintam bem com isso. Goiânia tem um grande potencial e não pode ficar de fora dessa ideia. Aqui, esperamos bater o recorde das outras edições”, afirma. As edições anteriores da franquia social podem ser vistas no site www.thestreetstore.org ou via Instagram @streetstoreorg. (Kasane Comunicação)

Serviço
O que: The Street Store – A Loja de Rua.
Quando: 26 de setembro
Hora: 8h às 16h
Onde: Avenida Goiás, em frente ao Restaurante Popular, Setor Central, Goiânia.
Locais para doação: Fê Palazzo, Espaço EBM, Casulo Moda Coletiva, P di Pizza, Ateliê Eleonora Hsiung, Café Cariño Cafeteria, Los Picolos Paleteria e na loja Manu Pepê.