O Brasil será um dos destaques no “The Markets”, programação do evento que debate os mercados de sete países diferentes a cada edição

 

O Brasil é destaque, pela terceira vez, na Feira do Livro de Frankfurt, principal evento de negócios editoriais do mundo. O país, que foi homenageado duas vezes (1994 e 2013), será um dos mercados abordados no “The Markets” deste ano, programação criada para discutir o funcionamento do setor em diferentes locais do mundo. Em sua segunda edição, o “The Markets” seleciona sete países ou regiões influentes para participar dos debates, e os convidados deste ano são: Brasil, Espanha, Emirados Árabes Unidos, Filipinas, Flanders & The Netherlands (Região homenageada pela feira este ano), Polônia, e Reino Unido.

Para apresentar um overview sobre o mercado editorial brasileiro atual, o evento contará com a palestra “Reading Brazil”, ministrada por Karine Pansa, ex-presidente e atual diretora da Câmara Brasileira do Livro e Diretora Editorial da Girassol Brasil Edições. “O Brasil está passando por um momento econômico complicado, que afeta todos os mercados, inclusive o editorial. Nestes momentos mais críticos precisamos fortalecer a imagem do setor para o mercado internacional. Por esse motivo, o fato do nosso país ser um dos convidados pela Feira de Frankfurt para participar do “The Markets” é tão importante e estratégico para o nosso setor.” afirma Karine.

O evento contará ainda com outros grandes nomes do mercado editorial brasileiro: Miriam Gabbai, publisher da Callis Editora; Mariana Warth, editora da Pallas Editoras – profissionais que, assim como Karine Pansa, fazem parte do Brazilian Publishers, projeto da Câmara Brasileira do Livro em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), além de Tomás Pereira, diretor da Editora Sextante e Claudio Lensing, vice-presidente da Somos Educação.

Por meio do Brazillian Publishers, o Brasil também estará representado por 30 editoras, em um espaço de 180m². “A Feira de Frankfurt é um dos eventos mais importantes para o Brasil negociar títulos e direitos com o mercado internacional. Na última edição, em 2015, conseguimos faturar cerca de US$ 500 mil por conta do evento, com negociações in loco e iniciadas em Frankfurt para os 12 meses seguintes. Este ano nossa expectativa é que atinjamos os US$ 550 mil, já que o mercado editorial brasileiro segue chamando a atenção internacional, como podemos ver com o convite para o país participar do “The Markets” deste ano.”, afirma Luís Antonio Torelli, presidente da CBL. Apenas em 2015, o grupo de empresas apoiadas pelo Brazilian Publishers fechou o ano com um balanço de US$1.956.000,00 de exportações de direitos autorais e livros impressos.

Entre os destaques da participação do Brasil na feira estão os lançamentos da pesquisa “Retratos da Leitura no Brasil” em inglês, realizada pelo Instituto Pró-Livro, com apoio da Câmara Brasileira do Livro, SNEL e Abrelivros -, e o catálogo Brazilian Publishers, também em inglês. Esses são os principais materiais de comunicação para apresentar um panorama do mercado brasileiro e as grandes apostas das editoras para o ano. “O Brasil é um mercado que está ganhando cada vez mais força internacionalmente. Já temos grandes escritores consagrados lá fora, como o premiado autor infantil Ilan Brenman e o romancista Daniel Galera, por exemplo. Este ano, queremos apresentar ainda mais novidades para o setor, além de levar para eles um estudo exclusivo que apresenta um retrato do leitor brasileiro. É importante cumprirmos os dois papéis: de criarmos conversa para o editor brasileiro em Frankfurt e também apresentarmos as oportunidades que editoras internacionais podem ter no nosso mercado”, afirma Torelli.

Estarão presentes em Frankfurt editoras brasileiras de diferentes segmentos, como infantil, juvenil, didáticos, religioso, de culinária, universitários/acadêmicos, de ficção, entre outros. Das 30 editoras confirmadas, três fazem parte da Associação Brasileira das Editoras Universitárias (Fiocruz, Edufba e Mackenzie) e outras três da Liga Brasileira de Editoras (Berlendis, Evoluir e Marsupial). (Edelman  Significa)