(créditos: Pâmela)

A Lays e eu trabalhávamos no mesmo departamento. Ela, além de excelente profissional, sempre foi muito elegante. Looks atuais, corpo esbelto, e cabelos iluminados, sempre bem cuidados. Mesmo tendo tido três filhos, tinha um colo lindo e uma barriga chapada, e não era de plástica, não!

Extremamente competente, logo foi promovida a chefe de uma nova secção dentro da empresa. Praticamente única mulher a comandar uma equipe de onze homens, de nossa regional.

Ficamos alguns meses sem nos vermos. A rotina agitada  nos afastou um pouco. Raramente nos encontrávamos, as vezes pelos corredores. Quando foi ontem, a encontrei na sala em que trabalho. Lays trouxe alguns projetos para eu analisar. Conversamos sobre tudo. Como estava na nova função, as crianças…

Enquanto conversávamos, reparei que sua pele estava sem brilho, e uma barriguinha começava a saltar aos olhos. Não parecia mais com a minha amiga de antes. Não pude evitar. É claro que perguntei o que havia acontecido. Lays lamentou a falta de tempo: “Sim, estou feliz! Consegui o que muito lutei… porém, não tenho tempo mais para me cuidar.” e continuou…. “sabe como é mulher gerenciando vários homens? Preciso provar que estou capacitada sempre…. e ainda tem as crianças. Quando sobra algum tempo, é claro que fico com eles. Faço tudo para aproveitarmos bem o tempo juntos. Mas, não estou conseguindo mais brincar eles no clube.” respondeu chateada.

Questionei a sobre a academia que ela era tão assídua. “Que nada! Nem a do meu condomínio frequento mais…” respondeu com um certo ar de melancolia: “E quero te confessar, não tenho estado muito bem… meus exames apresentaram  colesterol alto, e tenho tido momentos de esquecimento.”

Fiquei assustada. Essa definitivamente, não é a minha amiga Lays!

Eu disse que compreendia que nós mulheres havíamos lutado tanto para conquistar nossos espaços, em todas as áreas. Entretanto, ressaltei, que não tínhamos que ser Mulheres Maravilha: “Temos sim que lutar por nosso sonhos, seja profissional ou pessoal, mas, não podemos esquecer que somos individuo. Temos um sentimento de maternidade, queremos carregar todos e tudo. Para dar conta do recado, é preciso prestar atenção em si. Precisamos cuidar de nós mesmas. Ter um momento consigo mesma.” falei a ela e claro a convidei a ter um momento comigo consigo mesma, no próximo sábado, que era o dia do meu momento. Aquele tempinho que tiramos para recarregar as baterias, refletir sobre as nossas necessidades e anseios.

Nem acreditei, quando saímos ao final da tarde do Nidia Saldanha Centro de Estética. Aquelas três horas, em que fizemos drenagem, limpeza de pele com ozônio terapia, e claro! uma sessão de terapia capilar, foram de grande ajuda para a minha amiga.

Passado alguns dias, nos encontramos novamente. Em um reunião de equipe, Lays era outra, com pele iluminada. Na verdade ela estava toda vibrante.

Exclamei: “Você está ótima! Voltou na Nídia?” ela me respondeu, toda satisfeita: “Agora tenho os meus momentos: não só voltei, como estou bem ativa na academia. Estou bem de saúde e minha memória está excelente. Estou tendo tempo para estar com meus filhos. Temos nos divertido bastante no clube. A raia da piscina olímpica agora é só nossa! E acredita?!? Até o meu relacionamento com a minha equipe está melhor. Estamos em uma boa sintonia de trabalho e com muito respeito ” revelou. “Patricia, eu quero te dizer, é muito importante estar bem consigo, planejar o seu tempo, e fazê-lo com qualidade. Isso melhora a nossa auto estima também.”