MNSL Comunicação

O ano de 2020 foi marcado por acontecimentos inéditos que ainda impactam a rotina de todos, trazendo não só perdas, como também mais solidariedade.  E no Hospital Estadual e Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (HEMNSL) não foi diferente: os colaboradores foram surpreendidos ora com momentos bons, ora com a tristeza da partida eterna de colegas que eram essenciais na rotina diária de uma unidade de saúde, além de serem parte da família Lourdinha, como é carinhosamente chamada.

Como uma forma de agradecimento e para homenagear esses colegas queridos, a equipe da unidade realizou uma tarde em memória a eles. Com singelas palavras e leituras de mensagens afetivas e acolhedoras, os presentes puderam, pela última vez, demonstrar todo o carinho por cada um daqueles que já se foram. “Essa é uma pequena homenagem aos que partiram para as mansões celestiais neste ano. Certamente, cada uma dessas pessoas contribuiu o suficiente para o desenvolvimento do nosso HEMNSL”, declarou a diretora operacional da unidade, Ana Caribé. 

Aos setores que essas pessoas representavam – Recepção, Vigilância, Higienização e Farmácia -, quatro orquídeas foram entregues, como uma forma de manter viva a memória de cada um. Em seguida, a colaboradora Edna Prado leu o poema “Somos Feitos de Retalhos”, de Cris Pizziment. Um vídeo também foi passado, com fotos e momentos de alegria de cada um dos colaboradores falecidos. 

“A partida nos causa dor e sofrimento. Mas a alegria compartilhada traz paz e conforto aos nossos corações. Com esse gesto, queremos agradecer de coração pelo serviço prestado e pela amizade construída ao longo dos anos. Cada sorriso, momento e brincadeira ficará na memória”, frisou Edna.