A Orientadora Educacional para Estudos nos Estados Unidos do CCBEU Goiânia destaca como se preparar para estudar nos EUA

Em 2013, cerca de 820 mil estudantes internacionais foram para os EUA em busca de diploma em uma de suas instituições de ensino superior, segundo dados da Associação de Educadores Internacionais. Essa demanda deve continuar crescendo, ainda segundo a Associação, já que a procura aumentou em 40%.

“O aumento aconteceu primeiramente por causa de um número maior de oportunidades de bolsas nos EUA, como o Programa Ciências Sem Fronteiras por exemplo. A experiência é tão rica que quem volta de um intercâmbio acaba contagiando outros e, cada vez mais, o número aumenta”, destaca Rejane dal Molin, Orientadora Educacional para Estudos nos Estados Unidos do CCBEU Goiânia, que ajuda a disseminar o programa Jovens Embaixadores em Goiás, que também é um tipo de intercâmbio.

Recentemente, a Revista US News & World Report destacou que cerca de 345 universidades americanas concedem bolsa de estudos em média de U$ 17.721,00 para o ano letivo. Já outras universidades como a de Havard, por exemplo, concedem em média mais de U$ 50 mil.

“Cada universidade oferece um tipo de suporte. Enquanto umas podem oferecer 20% de desconto no valor anual, outras podem oferecer mais ou menos. Outras oferecem até estágio na própria universidade em troca do valor da anuidade ou parte dele. É bem variável”, explica Rejane dal Molin, Orientadora Educacional para Estudos nos Estados Unidos do CCBEU Goiânia.

A Orientadora Educacional Para Estudos nos Estados Unidos do CCBEU, Rejane dal Molin, separou algumas dicas de como uma pessoa deve se preparar para estudar nos EUA:

  • Primeiramente, o estudante deve procurar o EducationUSA, que é o órgão oficial do governo americano para orientações e informações sobre estudos nos EUA. Em Goiás, o CCBEU conta com o EducationUSA que irá traçar todos os passos necessários para o estudante estudar em uma instituição norte-americana.
  • Ter um nível de inglês avançado. Caso não tenha nível de inglês suficiente para entrar na escola, poderá optar pelo programa de inglês para estrangeiros que muitas instituições oferecem.
  • Deve também estudar para o teste de proficiência – TOEFL Ibt. O CCBEU Goiânia, por ser membro da comissão Fulbright dos EUA, pode aplicar o teste de proficiência. Existem muitos simulados disponíveis online e também cursos preparatórios.
  • Atividades extracurriculares e trabalho de voluntariado ajudam bastante quando o estudante está pleiteando uma bolsa. (Flöter e Schauff Assessoria de Imprensa)