Dione Alves

Patrocinado pela CBMM, o concerto terá o pianista Cristian Budu e será transmitido, ao vivo, pelo YouTube.

Neste sábado, dia 24 de outubro, às 20h30, a Orquestra Ouro Preto recebe o pianista Cristian Budu, como solista convidado, para celebrar em grande estilo os 250 anos de nascimento do compositor Beethoven, um dos maiores gênios da música clássica de todos os tempos. O concerto será transmitido ao vivo pelo canal da orquestra no YouTube, direto do Grande Teatro do Sesc Palladium, em Belo Horizonte. A apresentação seguirá todas as orientações de isolamento social e higiene necessárias à preservação da saúde e segurança dos músicos e da equipe de produção.

Com regência do Maestro Rodrigo Toffolo e patrocinado pela CBMM (Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração), o repertório traz duas peças representativas da grandiosidade do compositor alemão em um concerto de aproximadamente 60 minutos. A célebre “Sonata ao luar” para Piano Solo é um dos temas mais conhecidos do compositor, sendo inclusive utilizado em inúmeras obras cinematográficas. Já o Concerto nº 5 para Piano e Orquestra, popularmente conhecido como “Imperador”, será apresentado em uma composição especial para a ocasião. Com a atual crise sanitária, o desafio colocado foi de realizar o concerto em homenagem aos 250 anos de Beethoven em condições mais seguras possíveis. “Buscamos, dentro da versatilidade da Orquestra Ouro Preto, a solução que transforma este concerto em um momento ainda mais especial e seguro, sem a presença de instrumentos de sopros”, destaca Toffolo. Em uma orquestração pouco conhecida do grande público, será apresentada a versão para cordas do compositor alemão Vincenz Lachner publicada em 1881, 70 anos após a estreia desse concerto.

“A abertura do concerto já nos coloca a frente da mente revolucionária de Beethoven, uma clara ruptura com o modelo tradicional até então. Lembro-me da primeira vez que ouvi este concerto, tinha 16 anos e chegava ao teatro junto com meu irmão, após uma apresentação do quarteto de cordas que tínhamos a época. O sentimento de susto, seguido do puro êxtase ao ouvir a transição do segundo para o terceiro movimento, ainda percorre meu corpo até hoje. É sublime. E tenho certeza que todos que nos assistirão, no Brasil e no mundo, terão essa sensação. Impossível não se curvar a genialidade de Beethoven”, destaca o regente titular e diretor artístico Rodrigo Toffolo.

Para o pianista convidado, Cristian Budu, que abrirá o concerto com a Sonata para piano, “interpretar Beethoven é um desafio – e sempre deve ser, para ser Beethoven. Ele representa a busca pelo inatingível, a mudança através da superação. Sua música requer mais questionamentos do que respostas prontas. Ela vive enquanto vive o ser humano e, por isso, deve ser sempre renovada e aprofundada, para de fato ser vivenciada”, ressalta o pianista.

MAIS SOBRE BEETHOVEN

Ludwig van Beethoven (1770-1827) nasceu em Bonn, Alemanha, e é reconhecido pela genialidade de sua linguagem musical. Considerado como um dos mais influentes compositores da música clássica universal, teve cerca de 200 obras compostas no período de transição entre o Classicismo e o Romantismo. “Beethoven é uma daquelas figuras da história da música e da humanidade que merece ser celebrado sempre. Tocar sua obra é uma chance venerar o que há de melhor e mais atemporal na produção humana”, conclui o Maestro Rodrigo Toffolo.

CRISTIAN BUDU

O pianista é um dos mais importantes e renomados do Brasil. Budu figura na lista da revista inglesa Gramophone como um dos “Top 10 Chopin Recordings” e é considerado um dos expoentes da sua geração. Foi o primeiro brasileiro a ganhar o “Concours International de Piano Clara Haskil”, na Suíça, um dos mais importantes concursos da atualidade.

SOBRE A ORQUESTRA OURO PRETO

Uma das mais prestigiadas formações orquestrais do país, a Orquestra Ouro Preto completa 20 anos de atividades ininterruptas em 2020 e se reafirma como uma orquestra de vanguarda. Sob a regência e direção artística do Maestro Rodrigo Toffolo, o grupo se dedica à formação de diferentes públicos, com uma extensa programação nas principais salas de concerto e espaços diversos no Brasil e no mundo.

Sob os signos da excelência e versatilidade atua também em projetos sociais e educacionais que vão muito além da música, como o Núcleo de Apoio a Bandas e a Academia Orquestra Ouro Preto. Premiado nacionalmente, o grupo comemora 20 anos de uma trajetória com treze trabalhos registrados em CD, sete DVDs. Foi vencedora do Prêmio da Música Brasileira em 2015, na categoria “Melhor Álbum de MPB”, e indicada ao Grammy Latino 2007, como “Melhor Disco Instrumental”, por Latinidade. Os discos “Latinidade – Música para as Américas”, “Antônio Vivaldi – Concerto para Cordas” e “The Little Prince”, versão em inglês do tributo prestado pela Orquestra à literatura de Saint-Exuperry, tem distribuição mundial pela gravadora Naxos, a mais importante do mundo dedicada à música de concerto.

SERVIÇO

250 anos de Beethoven

Dia: 24 de outubro de 2020, domingo, às 20h30.

Local: Grande Teatro do Sesc Palladium, Belo Horizonte-MG.

Transmissão: Canal da Orquestra Ouro Preto no Youtube .

Classificação: Livre para todas as idades.

Informações: http://www.orquestraouropreto.com.br