Bate-papo contará com especialistas da área e será espaço de reflexão sobre novas tendências e transformações sociais e ambientais que impactam o universo da moda

O Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG) realizará na próxima quinta-feira (03/05), às 19h30, um bate-papo inédito com o tema “Os Novos Rumos da Moda”. O evento será no auditório da instituição, localizado na Avenida T-1, no Setor Bueno. A entrada é totalmente gratuita e a inscrição pode ser feita por meio deste link.

O bate-papo terá como integrantes a professora do novo MBA do IPOG sobre Moda: Fashion Design e Economia Criativa, Carolina Garcia, a Produtora Visual da TV Anhanguera e produtora de moda da Revista Ludovica, Carolline Oliveira e a Especialista em imagem, estilo, comportamento, liderança, orientação de carreira e também professora da instituição, Telma Merjane.

Esse trio de peso abordará temas como slow fashion, moda sustentável, economia criativa e os comportamentos que pautam novas tendências e discussões, como a inclusão de modelos plus size em campanhas, desfiles e coleções.

Um breve cenário

A moda acompanha os movimentos da sociedade e, como não poderia deixar de ser, ela tem passado por grandes transformações de valores, conceitos, formas de consumo e de negócios. Isso ocorre para atender os anseios de um público que está cada vez mais preocupado com o meio ambiente e com o desenvolvimento da sociedade em que está inserido.

Apesar deste cenário de mudanças, o faturamento do setor têxtil e de confecção estima crescer 5,5% em 2018, alcançando uma marca de R$ 152 bilhões, como projeta a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit).

Contudo, antes de ser apenas um mercado da economia, a moda é responsável por dar sentidos – por meio de cores, tecidos e acessórios – a formas de pensar, ser e viver, além de diferenciar cada indivíduo em sociedade.

Algumas facetas da moda

Para Carolline Oliveira, a moda é a forma que as pessoas têm de se apresentarem sem dizer nada, é um instrumento de mensagem. De acordo com as roupas que são escolhidas, é possível decidir, de forma consciente ou não, como o outro lerá tal imagem.

“Através das roupas que escolhemos criamos o nosso estilo pessoal, que é a soma das nossas preferências, do estilo de vida que levamos e da nossa personalidade”, ressalta a produtora da Tv Anhanguera.

Indo de encontro, a professora do IPOG, Carolina Garcia, se refere a moda como uma forma “poderosa de comunicação e de autoexpressão”. As vestimentas que são utilizadas pelos indivíduos podem entrega-los silenciosamente, dizer quem são e quais são suas histórias, por exemplo.

“As escolhas do que vamos comprar e vestir também são políticas. Por isso, antes de colocar uma peça nova no nosso armário, precisamos pensar se ela está alinhada com os nossos valores, quem queremos ser e mostrar para o mundo”, declara.

Neste ponto, ela diz que a moda pode ajudar na busca pela igualdade e diversidade, além de expressar que todos têm espaço diante das diferenças.

Carolina também se refere a moda como a materialização do que está acontecendo na sociedade. Diante de consumidores que têm se atentado a questões como sustentabilidade, a área tem passado por mudanças para atender essas demandas. (Iesney Santos – ASSESSORIA DE IMPRENSA)