Projeto financiado e apoiado pelo Ministério da Cultura por meio da Secult apresenta espetáculo O Santo e a Porca

64c7adc1-e41d-4669-ba32-231f1da4a87a

 

O Ponto de Cultura Novo Ato apresenta o espetáculo O Santo e a Porca, livre adaptação do texto do dramaturgo e poeta paraibano Ariano Suassuna. A peça entra em cartaz a partir de quinta-feira, dia 10 de março, no Espaço Cultural Novo Ato. A montagem é uma realização da Escola de Música e Artes Cênicas da Universidade Federal de Goiás através do Laboratório de Formas Animadas (LATA) e conta com a Direção Cênica dos pesquisadores Guilherme Oliveira e Kleber Damaso.

Escrito em 1957, o texto – conforme declaração do autor – inspirado na peça romana Aulularia (A Comédia da Panela), trata de maneira descontraída e auspiciosa dos desvios morais e de comportamento motivados pela avareza e privação afetiva de seus personagens. Sua atualidade crítica apoia na discussão sobre os desafetos desencadeados pela supervalorização do aspecto econômico nas relações sociais.

Um texto libidinal e malicioso, que enche o público de coragem para rever o lugar e a importância das coisas, a desvirtuação dos valores e as distorções entre o ter e o ser.  Entre o amante e a besta, o acúmulo e a perda, do espiritual ao animalesco. Tudo costurado por um fio. “O Santo e a Porca” é uma trama de sentimentos comuns, com pessoas comuns, com seus medos e desavenças. Que não perdem a habilidade de rir e criticar as incoerências humanas. De saber, reconhecer e festejar o Santo e a Porca que moram dentro da gente.

Ariano Suassuna, falecido em julho de 2014, foi o grande pensador responsável pela criação e implementação do Movimento Armorial – proposta de integração das expressões artísticas que, entre outros objetivos, procura romper a distância entre o popular e o erudito. De maneira inteligente e politicamente comprometido, Suassuna volta o olhar para a cultura popular ciente da importância de ressaltar as singularidades da arte brasileira, por isso o desejo de pesquisar e estudar sua obra.

A peça segue em cartaz até dia 31 de março, sempre às quintas feiras. Kleber Damaso destaca o apreço pela parceria entre o Espaço Cultural Novo Ato e as produções da Escola de Música e Artes Cênicas  da UFG:  “O surgimento e a consolidação de espaços não institucionalizados, geridos diretamente por artistas, é imprescindível para dinamização e renovação da atividade cultural no campo geral das artes”.  Para o diretor, é essa organicidade e disponibilidade de gestão que possibilita formatos mais consistentes como a realização de temporadas, capaz de alimentar mutualmente o trabalho do artista e a participação pública e social.

Sobre os Pontos de Cultura

Os Pontos de Cultura são projetos financiados e apoiados institucionalmente pelo Ministério da Cultura do Brasil (Minc), por meio da Secretaria Municipal de Cultura de Goiânia (Secult), e implementados por entidades governamentais ou não governamentais. Visam à realização de ações de impacto sociocultural nas comunidades. (Janda Nayara, da editoria de Cultura – Secom)