Período é planejado por alguns para descansar e divertir, para isso é necessário reforçar os cuidados com a pele

Foto de arquivo SM_protetor 2

O mês de julho é aguardado com ansiedade por muitas pessoas, pois é neste período que reservam um tempo especialmente para descansar e sair daquela dura rotina de trabalho. Na maioria das vezes, aproveitam para viajar, respirar novos ares e esfriar a cabeça dos problemas gerados no dia-a-dia. Os goianos buscam opções diferentes para se divertir na temporada de férias, muitas vezes optam por praias e lagos.

Um dos destinos mais procurados pelos goianos é o Rio Araguaia. Com fama de praia do Centro-Oeste, recebe milhares de turistas que consagram as belezas que o ambiente natural proporciona, além disso a diversão é garantida com várias atividades de lazer, como aproveitar as águas calmas para banhar ou passear de lancha ou jet ski, brincadeiras na areia como vôlei, futebol e atividades radicais.

O sol é um dos maiores protagonistas das férias, que mesmo no inverno, não decepciona quem se direciona ao destino goiano em busca de calor e dias ensolarados, por isso a presença do protetor solar é essencial por proteger a pele dos raios solares que podem causar vermelhidão e queimaduras, não permitindo que o protagonista vire o vilão da história. Segundo a farmacêutica da Santa Marta, Mayara Montalvão, a procura sempre aumenta na véspera das férias, e para suprir a demanda a rede de Drogaria reforça os estoques para atender com variedade a busca pelo produto ideal. “Em relação aos dois meses anteriores, junho e julho têm um aumento na venda, em média, de 40% de protetores corporais e 10% dos faciais, já que grande parte das mulheres o utilizam diariamente”, explica a farmacêutica.

Outro cuidado básico para voltar para casa com boas lembranças das férias é o uso de repelente, principalmente em estadias no campo e beiradas de rio pela presença maior de insetos que podem causar doenças ou alergias e irritação na pele. Neste período de inverno, onde há escassez de chuvas e consecutivamente diminuição do mosquito Aedes aegypti, tem sido menor que no verão, a procura por repelentes, mas há quem busque o produto com o foco de proteger-se de mosquitos em geral afirma Mayara Montalvão, que acrescenta ser importante levar ainda na bagagem antialérgico e analgésico, principalmente as pessoas mais suscetíveis a irritações alérgicas por picadas de insetos. (Kasane)