Ananda Petineli

Além da apresentação, público pode aproveitar petiscos como filé de frango ao molho de catupiry e pastelzinho de camarão

Nesta sexta-feira (17) à noite, os músicos João Garoto e Xexéu se apresentarão no Quintal do Jajá, acompanhados pelo percussionista Marco Lima. O show, que terá início às 20 horas, contará com músicas de bolero e samba-canção de artistas como Cartola, Nelson Cavaquinho, Dolores Duran, Maysa, Pixinguinha, Vinicius de Moraes, Gonzaguinha, João Bosco, Lupicínio Rodrigues e Jamelão.
Os músicos também atenderão a pedidos do público durante a apresentação. A casa ficará aberta das 17h30 às 23 horas, disponibilizando bebidas e petiscos variados. O cardápio inclui tira-gostos especiais, a exemplo do Quarteto Eclético, que vem com bolinhos de arroz com requeijão, quibes recheados com queijo, croquetes de frango e discos de carne.
O Power Trio de Boteco, com batata frita, contrafilé trinchado e calabresa acebolada, e o Dois Dedos de Prosa, que consiste em duas pimentas dedo-de-moça recheadas com carne e acompanhadas por geleia de pimenta, são outras opções. Os clientes também podem pedir carne de panela na cumbuca, filé de frango ao molho de catupiry e pastelzinho de camarão.
O menu tem ainda bolinho de arroz com parmesão recheado com requeijão cremoso, espetinhos e jantinhas, entre outros tipos de petiscos. Para beber, o bar conta com diversas marcas de cervejas, refrigerantes, sucos, sodas italianas, água, caipirinhas, tequilas, vinhos, doses de whisky e drinks como Gin Tônica, Aperol Spritz, Cuba Libre e Cozumel.
O Quintal do Jajá aceita cartões de débito e crédito e fica na Rua 15 nº 538, no Setor Central, em Goiânia, em frente à Praça Dr. Carlos de Freitas. O valor da entrada na sexta-feira (17) será de R$ 10 por pessoa. Para obter mais informações e tirar dúvidas, basta entrar em contato pelo telefone (62) 98169-7100.

Sobre os músicos
Com quase 30 anos de carreira, o violonista João Garoto já participou de diversos eventos e festivais de destaque, entre eles Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA), Canto da Primavera, Festival MPB, do Sesi, e Projeto Vozes, do Sesc. Ele dedica-se, principalmente, a ritmos como samba raiz, bossa nova e choro, tendo um grupo instrumental de choro e bossa nova.
João Garoto fundou os grupos de samba raiz e choro Brasileirinho 1990 e Choro-Samba e gravou o CD “Grupo de Choro Brasileirinho”, em 2003, além de ter auxiliado na criação do Clube do Choro de Goiânia. Atualmente, faz temporadas de apresentações de verão nos Estados Unidos, incluindo no Brazilian Day, na Califórnia.
Ele também realiza apresentações com parceiros como Xexéu, Beaju e Grace Venturini. Por sua vez, o cantor Xexéu iniciou sua carreira há 39 anos, quando fundou o Nóys é Nóys, um dos grupos de samba em atividade ininterrupta mais antigos do Brasil. Ele é ainda instrumentista, compositor e humorista. Há nove anos, Xexéu criou também o Quarteto Nóys É Nóys, que explora muita MPB e é formado por alguns integrantes do grupo Nóys é Nóys.
Desde 2012, o cantor participa do projeto “Sexta Básica”, ao lado dos artistas TomChris, Maria Eugênia, Walter Carvalho, Luiz Augusto, Amauri Garcia e Pádua, com direção artística de Luiz Chaffin. Em conjunto com o violonista João Garoto, Xexéu criou o projeto “Encontro de Bambas” há seis anos, com o intuito de levar ao público um aprofundamento do samba raiz.
O fundador do grupo Nóys é Nóys lançou o seu primeiro CD solo há quatro anos, intitulado “Xexéu Solo” e produzido por Luiz Chaffin. Com esse CD, foi indicado ao Prêmio da Música Brasileira de 2015, na categoria solo. Ele também já foi auditor e jurado do Festival Canta Cerrado em quatro edições. Com o ator e diretor teatral Mauri de Castro, formou, há 12 anos, a dupla de humor musical Mauri e Xexéu, que já participou de diversos programas de rede nacional.
Juntamente com o cartunista Jorge Braga e o empresário Jairo Faleiro, Xexéu criou o Bloco do Zé Ferino há 16 anos, com o objetivo principal de resgatar o carnaval tradicional com marchinhas, sambas e frevos no Carnaval dos Amigos. Além disso, o músico coordenou a pasta de Arte e Educação do Sistema Prisional Goiano, órgão vinculado à Secretaria de Estado da Segurança Pública de Goiás (SSP), entre 2010 e 2016.
Com a pasta, buscou levar cidadania para os reeducandos, por intermédio de diversas linguagens culturais. Já de 2017 a 2019, Xexéu foi coordenador-geral do Centro Cultural Octo Marques, que é ligado à Secretaria de Estado da Educação de Goiás (SEDUC).

Serviço
Projeto “Seresta de Ouro” com João Garoto e Xexéu no Quintal do Jajá
Data: 17/01 (sexta-feira)
Horário de abertura da casa: 17h30
Horário do show: 20 horas
Local: Quintal do Jajá (Rua 15, nº 538 – Setor Central)
Contato: (62) 98169-7100
Entrada: R$ 10