Sabe aquelas roupas que muita gente usa só uma ou duas vezes e, depois, nunca mais? Grupo de mulheres realizam bazar do desapego neste fim de semana, com preços a partir de R$ 5. Até um vestido de noiva, usado só uma vez, estará à venda

O poder de compra conquistado pelo consumidor brasileiro nos últimos anos permitiu a ele o acesso a mais bens. A casa ganhou mais eletrodomésticos, o carro na garagem foi trocado por um mais novo, a família viajou mais e, no caso das mulheres, os closets ficaram mais cheios. Junto a tudo isto, veio também um efeito colateral: as compras por impulso.

Mais da metade dos consumidores brasileiros (53%) admitem ter realizado pelo menos uma compra por impulso nos últimos três meses, de acordo com levantamento feito pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e o portal de educação financeira Meu Bolso Feliz. O percentual é maior entre as mulheres (57%).

“Já comprei peças roupas lindas que acabaram não sendo usadas porque, somente depois percebi que não combinavam com meu estilo”, confessa a empresária Luciana Pires, que percebeu o comportamento recorrente também nas amigas. “Coisas do tipo: comprar uma roupa em tamanho menor, na expectativa de perder peso, ou comprar um vestido que será usado apenas em uma festa…”, exemplifica.

Ela, juntamente a blogueira, Paula Guimarães, e a engenheira Camila Yano preparam 1º TRE Bazar solidário de roupas novas e seminovas femininas e para crianças, que ocorrerá no sábado (26/09), no decorado Art Residence da City Soluções Urbanas. Com a proposta de estimular o consumo consciente e solidário, elas reuniram peças de grife, delas próprias e de amigas, a maioria seminova que será comercializada a preços bem acessíveis.

“O evento nasceu de um movimento de reflexão nosso, de desapego. Mas, na medida em que fomos conversando com nossas amigas e conhecidas, elas gostaram da ideia e também quiseram participar”, conta. No total, serão mais de mil peças, que serão comercializadas a partir de R$ 5. A maioria é nova, mas há aquelas que nunca foram usadas e estão até com etiqueta. Entre as ofertas, que incluem peças importadas, vestidos de festa, há até mesmo um vestido de noiva, cuja proprietária fez para uso próprio e guardava há vários anos.

O evento reverterá parte da renda para a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) e, quem quiser, poderá levar latas de leite, que também serão encaminhadas à instituição, que assiste a pessoas com déficit cognitivo. “Incluímos a solidariedade ao evento como uma uma forma de agradecer ao universo por tudo o que temos”.

Adoção de cães

O TRE Bazar também também abriu espaço para quem está com o coração aberto para os animais. Nove cachorros Sem Raça Definida (SRD), que foram abandonados nas ruas, recolhidos e cuidados pelo projeto Vida Lata, estarão disponíveis para quem estiver à procura de um bom amigo.

“Somos um grupo de proteção animal composto por cinco pessoas, não contamos ajuda governamental. Contamos apenas com a solidariedade das pessoas para manter o projeto ativo”, explica a integrante do projeto Vida Lata, Pollyana Moraes, que também é estilista. O grupo recolhe animais das ruas, oferecendo a eles os cuidados básicos e até que conseguirem um novo lar para os mesmos. Como não têm sede, eles são abrigados em suas próprias casas, de parceiros, ou custeiam hospedagem em hotéis e clínicas pet.

Os animais SRD já estão vermifugados e prontos para irem para o novo lar. Um deles é Oscar, de 74 dias. Ele foi resgatado quando ainda estava na barriga da mãe, nas redondezas do Setor Sul, em Goiânia. “Eu vi duas cadelinhas na região dos pets shops em junho deste ano. Publiquei um aviso de perdidas durante duas semanas e nada.  Acredito que foram abandonadas de banho tomado de forma intencional”, explica Pollyana. Elas foram adotadas, aí os donos descobriram que uma estava grávida, a mãe de Oscar. Da ninhada, nasceram cinco filhotes e todos foram adotados. “Agora só falta Oscar”, pontua. Pollyana explica que muitos se livram dos bichinhos como algo sem valor e então ela incentiva a adoção. “São todos dóceis e prontos para integrarem uma família”.

Ela e os demais integrantes do Projeto Vida Lata também estarão vendendo paletas, durante o evento, para angariar fundos para as ações que desenvolvem. Além disso, estarão abertos para receber doações. Ração, coleiras, casinhas e outros objetos pet em bom uso são bem-vindos.

O TRE Bazar começa às 9h e segue até as 19h. O evento também incluiu bancas de alimentação, e venda de utilidades domésticas e de lingerie (peças novas). (Comunicação Sem Fronteiras)

Serviço

1º TRE Bazar – consumo consciente e solidário

Data: 26 de setembro, sábado

Horário: 9h até 19h

Local: Estande do Art Residence.

Endereço: Rua T-37, número 220, Setor Bueno

Entrada gratuita