20160413_123855

Sem o design de interiores e a decoração, casas, apartamentos e escritórios seriam prédios frios, vazios de identidade e conforto. Por acreditar que a escolha e o ordenamento dos elementos valoriza a apresentação dos imóveis e agrega ainda mais valor a esses produtos, a Consciente Construtora e Incorporadora enviou a designer de interiores Jacqueline Adorno a uma das maiores feiras de design do mundo, o Salão do Móvel de Milão, na Itália.

De acordo com Jacqueline, que voltou com sua inspiração renovada, o evento não se resume aos produtos apresentados, mas também à exposição deles através de stands conceituais e o relacionamento com profissionais do mundo todo. “O design e a beleza dos mobiliário italiano é mesmo de encher os olhos e poder vivenciar uma exposição como o Isalone, com as últimas tendências é uma oportunidade ímpar.”

A característica mais inspiradora, para Jacqueline, foi a própria cidade, que segundo ela “respira design”. “Por todo lado são cenografias diferenciadas que atendem a um conceito. Você percebe isso na concepção, na exposição e na apresentação dos produtos. Poder ver, tocar e experimentar o melhor da indústria moveleira é muito inspirador”. A cidade conta ainda com múltiplos projetos de cultura e abre as portas de alguns de seus locais históricos para numerosos eventos que ocorrem paralelamente ao Salão do Móvel, chamado Fuori Salone.

Surpresa, Jacqueline revela que a exposição não se limitou à moderna Fiera Milano, grande centro de convenções que chama atenção pelo acabamento em aço e vidro, mas se estendeu a toda cidade. “Muito orgulho em ser brasileira e saber que o nosso design faz bonito nesse mundo top fashion do design pelas pelas ruas de Milão, nos bairros de Brera, Garibaldi, Tortona ou Ventura Lambrate”.

O design brasileiro é unanimidade em matéria de crítica e elogios. Móveis, objetos de decoração e até mostras, a cada ano, colocam o Brasil entre um dos países mais importantes no mundo do design. O tema “brasilidade para todos” objetiva transmitir o significado do que é ser brasileiro através da criatividade dos designers, desde profissionais consagrados até jovens talentos com diferentes olhares para a inovação, praticidade, simplicidade e luxo. “Estive com Jader Almeida e o artista Alê Jordão e pude dividir com eles o brilho no olhar em estar presente nesse evento”.

Merece destaque também a participação das indústrias brasileiras que apóiam e incentivam o design brasileiro.  “Eu gosto da ideia de que o bom design se comunica em todos os idiomas. Logo, penso que a consequência de um trabalho consistente e que contenha em si unidade de linguagem, transcende as fronteiras de maneira natural”, cita Jader Almeida, designer e diretor de criação da Sollos.

Jacqueline também esteve em Paris e Versalhes, segundo ela, para renovar o seu estoque de romantismo e suspiros tão presentes em suas composições, inspirações a serem apresentadas em seus projetos. “Foi uma experiência riquíssima que irá agregar e inspirar muito o trabalho feito em Goiânia, que acreditem esta super alinhado com as novas tendencias e inovações apresentadas”. (COMUNICAÇÃO SEM FRONTEIRAS )