Desde março deste ano, três surtos foram identificados, atingindo 55 pessoas

A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia, por meio do Centro de Informações Estratégicas e Resposta em Vigilância em Saúde de Goiânia (CIEVS), está investigando um possível surto de caxumba nas escolas públicas e privadas da capital. Outros 3 surtos da doença já foram identificados desde meados de março deste ano, com 55 casos notificadas da doença. Os principais atingidos pela caxumba foram adolescentes e adultos jovens.

A caxumba é uma infecção viral que geralmente atinge mais as crianças, mas pode ser muito severa em adultos. A transmissão se dá por via aérea, por meio de disseminação da saliva de pessoas infectadas. Por isso, a sua ocorrência costuma ser em forma de surtos, geralmente durante o inverno e a primavera.

Entre as principais características da caxumba, a dor nas glândulas salivares, geralmente a parótida, é a mais comum. Dois terços dos casos da doença ainda registram aumento aparente dessas glândulas. Uma atenção que deve ser tomada em relação à caxumba, é que de 20 a 30% dos casos, em homens, apresentam inflamação nos testículos; e nos ovários, em 15% das mulheres acometidas pela doença.

Os cuidados com a transmissão devem ser feitos com atenção, porque mesmo as pessoas assintomáticas, ou seja, que ainda não apresentaram os sintomas da caxumba, já podem transmitir a doença. Ao aparecimento dos primeiros sintomas, é necessário buscar atendimento médico para dar início ao tratamento. Após o diagnóstico, os portadores da doença devem ficar afastados do trabalho ou escola por até nove dias.

Também é importante atentar para a vacinação. Essa é a melhor forma de prevenção e é feita pela vacina tríplice viral, disponível nas salas de vacina das unidades da SMS para pessoas de 1 a 49 anos de idade. A tríplice viral foi incorporada no calendário de vacinação em 1996, aos 12 meses de idade, com uma segunda dose aplicada entre 4 e 6 anos de idade. O Ministério da Saúde também recomenda aplicação da vacina quádrupla viral aos 15 meses de idade. (Secom/Goiânia)