Evento será realizado de 18 a 21 de abril e reunirá itens produzidos por povos do Alto Xingu e da Ilha do Bananal
(divulgação)
 
Em comemoração ao Dia do Índio, celebrado no Brasil em 19 de abril, o Shopping Cerrado sediará uma exposição de artesanato indígena, entre quinta-feira (18) e domingo (21). O público poderá conferir mais de 300 peças, entre brincos, colares, pulseiras, presilhas, cerâmicas, esteiras, cestos, flechas e telas com grafismo, entre outros itens produzidos pela etnia Kamayurá do Alto Xingu e pelo povo Karajá da Ilha do Bananal.
 
Além de divulgar a cultura indígena, a iniciativa tem o objetivo de promover a troca de conhecimento sobre os saberes e vivências deste povo. “Pretendemos que, com este evento, os não indígenas conheçam nossa arte e tenham contato direto com o povo indígena para que, a partir disso, tenham mais respeito nos diálogos e menos preconceitos e estereótipos”, revela Patricia Nayara, indígena e organizadora do evento. 
 
Todas as peças estarão disponíveis para venda, com valores que variam de R$ 10 a R$ 400, e os pagamentos poderão ser feitos apenas em dinheiro. A verba arrecadada será utilizada no custeio de despesas com estadia, alimentação e deslocamento dos indígenas que residem na capital. Na ocasião, também serão realizados grafismos corporais, pinturas que utilizam o jenipapo como matéria-prima para as tintas e duram em média sete dias. 
 
O horário de funcionamento da exposição Abril Indígena é de quinta-feira a sábado, das 10 às 22 horas, e no domingo, das 14 às 20 horas. A estrutura será montada no piso 1, próximo à Fabbrica di Pizza. O Shopping Cerrado oferece estacionamento gratuito e fica na Avenida Anhanguera nº 10.790, no Setor Aeroviário, em Goiânia. (OlhO Comunicação Estratégica)