Ganha força em Goiânia a tendência de se promover a convivência de pessoas nos espaços destinados para carros.

IMG-20160322-WA0033
Os carros ganharam cada vez mais espaço durante as décadas passadas. Mas agora, surge um movimento contrário. São eles quem estão cedendo espaço às pessoas, a fim de reduzir a poluição e promover o convívio social e uma maior qualidade de vida nas cidades, dentre outros benefícios.

Um dos meios utilizados para o reaproveitamento do espaço público é o parklet, estruturas de lazer e convívio instaladas em áreas contíguas às calçadas. Os primeiros parklets foram construídos em São Francisco, nos Estados Unidos, e surgiram com a intenção de criar ambientes mais amigáveis para pedestres e ciclistas. Hoje estes espaços são moda naquele país e na Europa.

Tal conceito conquistou a população e já está presente em cidades brasileiras, como em Goiânia. Um deles está na Rua 7, no Setor Oeste, em frente Residencial Ária das Artes. O equipamento urbano, de 22 metros quadrados, ocupa a vaga de dois veículos estacionados e tem capacidade para receber até 15 pessoas sentadas. A estrutura conta com floreiras, banquinhos e mesas com ombrelones e foi construída com peças de ferro e madeira.

“Qualquer pessoa pode usufruir o espaço aconchegante. É um equipamento de lazer e convivência principalmente para quem trabalha próximo e quer descansar nos intervalos”, sugere a arquiteta Silvana Macedo Aguiar, responsável pelo projeto. O parklet é um ambiente público, mas foi construído pela FR Incorporadora, que promoverá a manutenção e sua preservação.

Sobre o Ária das Artes

O parket da Rua 7 no Setor Oeste ficará instalado durante as obras do  residencial Ária das Artes está sendo construído pela FR Incorporadora em endereço especial: fica ao lado da Praça do Sol e próximo a Praça Tamandaré. O projeto é inspirado com a metragem mais aguardada pelos consumidores, com 125,35 m² ou 127,50m². Todos os apartamentos terão 3 suítes e integração perfeita de ambientes.

A fachada do charmoso edifício, assinada por Alexandre Leite, tem o toque da renomada artista plástica Sáida Cunha, antiga moradora do local onde está sendo erguido o prédio. A FR Incorporadora a convidou para participar do projeto com intuito de valorizar a história Setor Oeste, um dos mais antigos de Goiânia.