A semana começa com a apresentação da tragicomédia dirigida por Hugo Rodas e apresentada por Adriana Veloso, Esquizofrenia.

Fisgo apresentações-10 b

De 13 a 18 de fevereiro, continua no Teatro SESC Centro o 1º Festival de Internacional de Solos em Goiás. O evento foi concebido pelo ator Bruno Peixoto, do Teatro GTI, e conta com recursos do Fundo de Arte e Cultura de Goiás. Também são parceiros: F2 Produções; Plano V Eventos e Cultura; WD Som e Iluminação; e o SESC Goiás. Os ingressos serão vendidos na bilheteria do Teatro Sesc Centro ou pelo site: www.bilheteriadigital.com.

Na última semana aconteceram 5 espetáculos e 1 das 3 oficinas. Segundo a organização, o evento tem sido um sucesso, e as pessoas já pedem uma segunda edição. Pra esta semana ainda teremos 7 apresentações, com espetáculos de dança, teatro e circo, entre elas: Balanço, de Bruno Peixoto; o suspense Gato Preto, da Cia Teatral Oops; a comédia A Garota da Capa, da catarinense Andrea Padilha; a dança contemporânea colombiana de Angélica Nieto, no espetáculo Arrebol; os balões e bexigas de Tomate Puro Tomate, do palhaço argentino Victor Tomate Ávalos; e, para encerrar, A Descoberta das Américas, de Júlio Adrião, do Rio de Janeiro, que na ocasião receberá uma homenagem do Festival.

O Festival Internacional de Solos em Goiás tem trazido a Goiânia, nestes 10 dias de evento, artistas que desenvolvem trabalhos de maneira solo, criando ambiência para o debate, para a apreciação, para o aprendizado de novas técnicas, de trabalhos que pensam na cena sendo preenchida por um único intérprete ou performer. Provocar a interação e o diálogo entre artistas locais, nacionais e internacionais, garantir formação de público e de artistas, amparados na apreciação e na participação em oficinas e aulas, são parte desta empreitada. (Ana Paula da Mota Leite)