HPV é o principal vírus responsável pelo câncer de colo de útero, doença com mais de cinco mil vítimas fatais por ano no Brasil

A vacina contra o Papiloma Vírus Humana (HPV) é oferecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS) desde março de 2014, em complemento às outras ações preventivas do câncer de colo do útero. A vacina é indicada para meninas entre 9 e 13 anos de idade. Após tomar a primeira dose, a menina deve voltar ao posto de vacinação, seis meses depois, para receber a segunda dose.

Segundo a gerente de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Goiânia, Grécia Pessoni, o Ministério da Saúde comprovou que as duas doses já são suficientes para a imunização contra o HPV. Sendo assim, a vacina reforço, que era indicada cinco anos após a segunda dose, não é mais oferecida pelo SUS.

Além dessa faixa etária, mulheres entre 9 e 26 anos que são portadoras do vírus da AIDS, o HIV, também podem receber a vacina pelo SUS com prescrição médica. Essa população é considerada prioritária, uma vez que existem maiores complicações referentes ao HPV em pessoas possuem o vírus HIV. Nesse grupo, a vacinação é realizada em três doses, com um intervalo de dois meses após a primeira dose e seis meses após a segunda.

“Para se vacinar, basta procurar as unidades de saúde com salas de vacina, levando a caderneta de vacinação e um documento de identificação”, afirma Grécia Pessoni. Atualmente Goiânia conta com 86 salas de vacinação.

O vírus HPV é transmitido através do contato direto com pele ou com mucosas infectadas, por meio da relação sexual. A transmissão também pode ocorrer de mãe para filho na hora do parto. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que cerca de 290 milhões de mulheres no mundo estejam infectadas pelo vírus.

A vacina protege contra quatro subtipos do vírus HPV, com 98% de eficácia. Dois desses subtipos são responsáveis por causar 70% dos casos de câncer do colo do útero e as outras duas variações causam 90% das verrugas genitais. Ela é mais eficiente quando aplicada em meninas que não iniciaram a vida sexual, pois ainda não tiveram contato com o vírus. Atualmente, mais de 60 países incluem a vacina contra o HPV em programas nacionais de imunização, segundo a OMS. (Secom/Goiânia)

Lista dos Postos de Vacinação