Foto da brasiliense foi serigrafada pelo goianiense, em quantidade provocativa: 13 cópias

Flyer_divulgação

Na mesma noite do fatídico encontro com Joesley Batista nos porões do Palácio do Jaburu, o presidente Michel Temer participou em uma festa no restaurante Piantella, famoso ponto de encontro de políticos em Brasília. A fotógrafa brasiliense Zuleika de Souza registrou um instante simbólico de Temer nessa noite. Em parceria com o artista plástico goianiense Oscar Fortunato, essa fotografia se transformou em uma série artística, que será lançada nesta sexta-feira (25), na galeria Objeto Encontrado, na capital federal. A dupla vai assinar cada uma das 13 cópias da série de gravuras durante o evento.

Fortunato é um mestre da serigrafia, técnica artística que usa amplamente em suas pesquisas e obras. Ele é o responsável por transformar o clique de Zuleika nessa série assinada em dupla. “Dizem que toda ‘obra de arte é um ato político’, logo um artista que não reflete sua época não está fazendo uma obra de arte. Está apenas servindo decorativamente, como é o caso desse senhor que mora no Palácio do Planalto”, afirma o artista.

Sobre o clique, Zuleika conta que “nesse oficio de mais de trinta anos, sempre escolhi estar longe dos palácios, mas às vezes a história esbarra em você. Fiz essa foto em uma festa no Piantella onde Temer ficou pouco tempo alegando ter compromissos. A foto foi feita na hora que lhe apontaram a saída e poucos minutos depois, na mesma noite, ele estaria com Joesley Batista”.

A série será comercializada durante o evento, e também será disponibilizada no site da Plus Galeria (www.plusgaleria.com).

Sobre Zuleika

Repórter fotográfica desde 1982, ela já trabalhou para grandes jornais e revistas brasileiras: Veja, Isto é, Senhor, Manchete, Ágil, O Globo, Folha de São Paulo, Claudia, e Vogue. Atuou por 25 anos no Correio Braziliense, onde criou a coluna Photo & Grafia, que assinava. Hoje assina a coluna Zumzum no site Quadrado Brasília.

Foi convidada a exibir seu trabalho em diversas de exposições, e também realizou cinco exposições individuais, uma das quais no Centro Cultural Banco do Brasil de Brasília, Chão de Flores. Esta última lhe rendeu uma publicação, de mesmo nome.

Tem uma forte conexão com o urbanismo de Brasília, porém seu foco de trabalho está na arquitetura popular e no aspecto não planejado da grande cidade planejada. Atualmente ela faz curadoria de trabalhos, ministra cursos de fotografia, e desenvolve projetos fotográficos pessoais.

Sobre Oscar Fortunato

Apesar de ser goiano, e ter uma profunda relação com o estado, Oscar tem Brasília como cenário recorrente de sua atuação. Em 2009, assinou “Outsider”, mostra inspirada na obra de Bob Dylan, na Renome Galeria de Arte e Design, em Brasília. Também teve seus trabalhos exibidos no Salão Branco do Congresso Nacional, em 2010. A mostra “Duas Cidades”, realizada em 2013, reuniu também na Objeto Encontrado, mais de 20 obras do artista.

Fortunato tem uma carreira sólida e constante, e seu trabalho atualmente é parte da cultura de Goiânia, graças a intervenções que ele realiza e que se tornam muito conhecidas. Trabalha com diversas linguagens, como a pintura tradicional, colagem, grafite e adesivo, mas é com a serigrafia que desenvolve a maior parte de sua vasta produção. Formado pela Escola de Artes de Oxfordshire, na Inglaterra, usa a street art como suporte e material de pesquisa artística. (Lambada Comunicação)

SERVIÇO
Lançamento da série de Zuleika de Souza e Oscar Fortunato
Sexta-feira (25), às 20h
Galeria Café Objeto Encontrado (CLN 102, Bloco B, Loja 56), Asa Norte, Brasília
Entrada Franca
Classificação indicativa: Livre