“A procura do gesto”: Grupo Ateliê do Gesto realiza Residência Gratuita em dança contemporânea

(crédito: Lu Barcelos)

Nádia Junqueira Ribeiro

Ao final, os participantes poderão integrar uma aula-espetáculo que será aberta ao público

 

O grupo Ateliê do Gesto realiza em Goiânia, por meio do Fundo de Arte e Cultura de Goiás, a residência artística “A procura do gesto”. As inscrições acontecem de 25 de agosto a 4 de setembro e o projeto tem como público-alvo os artistas independentes e estudantes de artes cênicas (dança, teatro e circo). Os interessados poderão se inscrever por meio do formulário disponível no link: https://bit.ly/3qzmAFU. Ao todo serão disponibilizadas 20 vagas e a carga horária total será de 30 horas, com encontros previstos para acontecer entre 12 de setembro e 12 de outubro.

De acordo com seus realizadores, o intuito é estabelecer diálogos entre os intérpretes/criadores que atuam em Goiânia, fortalecendo a cena artística local, além de trazer para estes participantes o trabalho de pesquisa do Ateliê do Gesto, que também passou, recentemente, por residência com a artista carioca Duda Maia. A passagem dos integrantes do Ateliê do Gesto pelo Rio de Janeiro foi uma forma de preparar esse segundo momento do trabalho, que é essa residência.

A residência em Goiânia pretende estabelecer uma relação de busca pela construção de novas linguagens em dança, relacionando o cenário cultural local com o trabalho feito em outras regiões do país. O projeto colabora, assim, com a movimentação do mercado nacional, possibilitando um espaço para produção de conhecimento, troca de experiências e saberes e circulação de informação entre os envolvidos. 

Fortalecimento de redes e conexões

Segundo os idealizadores da Residência “A procura do gesto”, fomentar esse trabalho de pesquisa e imersão também desempenha um papel crucial no enriquecimento da cena local. Além de estimular a criatividade, a experimentação, a formação e desenvolvimento individual, o projeto também fortalece as redes e conexões entre artistas e profissionais da área. A residência pode resultar, dessa forma, em colaborações futuras, compartilhamento de recursos e crescimento da produção cultural enquanto cadeia de atividades sustentáveis e perenes, incluindo a formação de novos intérpretes-criadores.

Um mergulho no gesto – o que esperar?

De acordo com João Paulo Gross, um dos responsáveis pelo projeto ao lado do Daniel Calvet, o trabalho com Duda Maia trará um impacto significativo nos conteúdos a serem trabalhados durante a residência em Goiânia. Sobre isso, Gross explica: “depois que fizemos a residência com a Duda, percebemos as possibilidades de uma abordagem totalmente a partir do movimento. Isso proporciona um trabalho de grande escuta e mergulho dentro do campo criativo, deixando que o movimento se revele enquanto potência. Através da exploração de gestos e ações relacionados à consciência corporal, os participantes terão a oportunidade de ampliar sua compreensão sobre as articulações do corpo como caminho investigativo.”

Quanto ao que os participantes poderão esperar desse mergulho, João Paulo Gross informa: “acreditamos que o trabalho contínuo gera ideias, e os encontros proporcionam novos diálogos. Será um processo bonito de experimentar com os participantes. A criação vem a partir da experimentação, do corpo em movimento, dessa produção e geração de energia que o mover provoca em cada um, no coletivo e no espaço.”

Aula espetáculo – um resultado que não nos torna reféns

Ao final da residência acontecerá uma uma mostra do trabalho desenvolvido ao longo do projeto. Algo que o grupo chama de aula-espetáculo. Este formato garante uma liberdade de apresentação de exercícios, cenas criadas, explicações verbais, vídeos, além do bate papo aberto com o público. Sobre esse resultado, João Paulo explica: “hoje em dia tem-se uma urgência em querer um resultado, em justificar as coisas. Um projeto dessa natureza tem um valor que muitos desconhecem, porém necessário para a arte, que precisa de um outro tempo para que algo possa emergir. É um projeto e um processo muito valioso e que precisa ser bem cuidado, com espaço e respiro para deixar chegar, para que possamos ter a sensibilidade e o comprometimento com o que se dará nesse encontro. Um espaço sagrado para a criação artística e o tempo do corpo, que hoje em dia, muitas vezes fica refém de prazos e burocracias que interferem no fazer artístico.”

Serviço:

Residência Artística “A procura do gesto” – Grupo Ateliê do Gesto

INSCRIÇÕES: 25 de agosto a 4 de setembro /2023 – Formulário em: https://bit.ly/3qzmAFU

GRATUITO

Atividades: Dez encontros com três horas de duração cada, totalizando 30 horas de imersão, distribuídos em cinco semanas (12 de setembro a 12 de outubro/2023) – Terças e quintas-feiras – de 18h às 21h

Local: World Dance Fit (Al. Pampulha, 1773 – St. Jaó, Goiânia – GO)

Vagas: 20 (vinte)

CERTIFICAÇÃO: Será emitido certificado para os residentes que frequentarem no mínimo 80% da carga horária

O projeto A Procura do Gesto é uma realização do Ateliê do Gesto e da Lúdica Eventos e Projetos Culturais e conta com o apoio do Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro.

“Este projeto foi contemplado pelo Edital de Fomento a Dança do Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás 2017”. Fundo de Arte e Cultura  – Secult – Governo do Estado de Goiás.

Tags:

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

POSTS RELACIONADOS