Pouco explorada, a sexualidade deve ser debatida e estimulada durante quimioterapia, radioterapias e outros tratamentos contra o câncer

unnamed

Pessoas com câncer passam por diversos tipos de tratamento. Muitas vezes dolorosos, outras nem tanto. O fato é que durante o processo de quimioterapia, radioterapia e hormonioterapia, o corpo das mulheres sofre inúmeros efeitos colaterais. Além da queda de todos os pelos do corpo, ocorre a secura das mucosas – o que dificulta a lubrificação da vagina – e também queda na libido.

Além disso, há a questão da insegurança com relação ao corpo, principalmente para pacientes que passam por mastectomia, já que os seios são símbolo de feminilidade da mulher e protagonista da sua sexualidade. Por tudo isso, o sexo durante o tratamento de câncer é um assunto complexo de se tratar.

“Nada como começar falando sobre isso e dividindo experiências”, diz Flávia Flores, autora do blog Quimioterapia & Beleza e co-fundadora do Instituto de mesmo nome, o IQeB (Instituto Quimioterapia e Beleza). “O sexo já é um tabu dentro de muitos relacionamentos sem o agravante de uma doença. Com o tratamento do câncer, isso fica ainda mais complexo. Queremos entender os medos, os anseios das pacientes e explicar o quanto o sexo faz bem, e como elas podem amenizar o problema da lubrificação e da libido”, diz Flávia, que conquistou milhares de seguidoras ao usar a beleza e a autoestima como aliadas na luta contra o câncer.

Há inúmeros benefícios ao estimular a sexualidade durante e depois do tratamento, principalmente como forma de elevar a autoestima da paciente, além de também fortalecer o relacionamento com o parceiro. “É realmente necessário lutar contra esse tabu, começar a tratar o sexo como algo que é possível (e recomendável) de ser praticado durante essa fase da VIDA. Qualquer repressão e insegurança não são bem-vindas quando ainda há desejo”, explica.

“Cats Boas de Cama”

Pensando no problema de que sexo durante o tratamento não é um assunto abertamente discutido, o Instituto Quimioterapia e Beleza promoverá na próxima sexta-feira, dia 3, a primeira oficina “Cats boas de cama”. “Cat” é o apelido carinhoso com o qual Flávia se dirige a suas seguidoras nas redes sociais. O encontro ocorrerá às 14h na Isla Sensual Boutique, sex shop localizado na Rua Regente León Kaniefsky, 275, no Morumbi.

O objetivo principal dessa oficina, uma das ações do Instituto, será estimular uma conversa sobre sexo com as pacientes que se inscreveram por e-mail, abordando questões ligadas ao autoconhecimento e prazer feminino. As 10 pacientes que se inscreveram terão aula de massagem, aprenderão mais sobre sexo anal e muitas outras técnicas ligadas ao assunto, todas pensadas para lidar melhor com os efeitos colaterais que a quimioterapia causa no organismo.

Outras oficinas: essa é só uma das oficinas que o Instituto Quimioterapia e Beleza oferece. Palestras, amarrações de lenços, dicas de beleza, maquiagem e culinária são alguns dos outros temas de workshops promovidos pelo Instituto, todos voltados às pacientes de câncer, com o propósito de que, despertando a autoestima, é possível resgatar o brilho pessoal. (Flöter e Schauff Assessoria de Imprensa)