Um dos roteiros mais procurados no Estado em feriados, Pirenópolis atrai turistas, que devem se atentar a algumas dicas para curtir com segurança a cidade e suas atrações

Feriado chegando e todo mundo já pensa em uma programação diferente ou em uma viagem curtinha para aproveitar a folga do trabalho, da faculdade e descansar. Os goianienses e os brasilienses, procuram muito os municípios do interior como roteiros: Caldas Novas, Cidade de Goiás e Pirenópolis estão entre os favoritos, pois oferecem atrações de cultura e lazer ao ar livre. Mas para aproveitar tudo que essas folgas têm a oferecer, sem correr riscos à saúde, é importante se atentar a algumas questões. As dicas são do diretor técnico, Antônio Leonardo Gonçalves Leite, do Hospital Estadual Ernestina Lopes Jaime, em Pirenópolis, que sempre alerta a população sobre alguns cuidados importantes para que o lazer não seja comprometido por excessos ou acidentes.

Nessa época do ano, com o calor intenso e a falta de umidade é fundamental:

– Ter sempre uma garrafinha com água e beber bastante líquido;

– Usar o protetor solar é fundamental, sendo necessário a aplicação a cada 3 horas. Evitar ficar exposto ao sol nos períodos entre 10h e 16h, pois é grande o risco de queimaduras e insolações, além de se desenvolver um câncer de pele;

– Não ficar longos períodos sem se alimentar, ainda mais se for realizar um grande esforço físico como uma caminhada pelas cachoeiras;

– Para evitar uma possível intoxicação alimentar, procure se alimentar com frutas e verduras frescas e evite industrializados.

– Evitar o uso de bebidas alcoólicas e drogas;

E se tratando de Pirenópolis, onde as principais atrações são as cachoeiras, alguns cuidados são imprescindíveis para manter a segurança nesses locais. Segundo o diretor, que atua na cidade há mais 10 anos, é comum acontecerem acidentes no município, onde na maioria das vezes, a imprudência consiste no principal fator. “Os cuidados básicos relativos a segurança, muitas das vezes são deixados de lado, e o feriado que poderia representar momentos inesquecíveis, acaba nos trazendo dores de cabeça e preocupações, devido a momentos de sofrimento e dor”, ressalta o diretor e médico Antônio Leonardo, recomendando ser prudente seguir as seguintes precauções:

– Observar o volume de água dos rios antes de entrar. Em épocas de chuva, o nível dos rios aumenta e cresce o risco de afogamento, já que a correnteza também fica mais forte;

– Verificar a profundidade de onde se pretende pular, mesmo conhecendo o local. Nos rios, principalmente de Pirenópolis, há muita movimentação de pedras e troncos, assim como terra no fundo de poços;

– Em águas muito geladas, aumenta o risco de câimbras nas pernas, o que pode ser um perigo em águas profundas;

– Cuidado ao pisar ou se apoiar em pedras. Mesmo secas, muitas têm limo, o que as deixa escorregadias. Chinelos costumam escorregar ainda mais;

– Cuidado com as brincadeiras de empurrões ou que possam gerar tombos próximos às pedras, pois uma caída de mal jeito pode causar uma lesão séria;

– Não consuma bebida alcoólica ou qualquer outra substância entorpecente, esses locais requerem toda a atenção, estar sóbrio é fundamental. (Kasane Comunicação)