2da2c97421930635c16f88daff385609

A marca de perfumes Eau de Leonora participará nesta terça e quarta, dias 7 e 8 de junho, da quarta edição do Grazie, evento de moda e design que acontece em São Paulo. Parte da arrecadação da feira será destinada à Fundação Julita, que atende crianças, adolescentes, jovens e famílias em situação de vulnerabilidade social. O Grazie acontece das 11 às 19 horas, na Rua Carangola, 250, Jardim Guedala.

Na ocasião estarão disponíveis os três perfumes. Eau de Leonora, Eau de Davi e Eau de Leonora Maison et Chambre (para ambientes). O primeiro é um aroma versátil, unissex, para o dia e a noite. Foi pensado especialmente para ser usado após os banhos e antes de dormir. Seu aroma delicado é perfeito para os dias quentes.

Eau de Davi, por sua vez, é uma fragrância delicada e refrescante, também unissex, que combina lavanda com mel, flores, madeiras, transmitindo uma agradável sensação de leveza. Pode ser usado por crianças e adultos. O nome é uma referência ao filho de Leonora, que a inspirou a criar o perfume.

Por fim, Eau de Leonora Maison et Chambre. A versão para casa tem a mesma proposta do perfume homônimo para o corpo, com algo a mais. Além da lavanda, entraram notas cítricas e amadeiradas, tornando o aroma muito agradável para perfumar o ambiente, bem como quarto, cama e travesseiros na hora de dormir.

Sobre a Fundação Julita

A Fundação Julita é uma iniciativa do fazendeiro e produtor de café, Antônio Manoel Alves de Lima. Foi criada em 6 de dezembro de 1951 em uma área de 47 mil m2. Naquela época, o objetivo principal era abrigar as famílias de migrantes da zona rural do país no modelo de cooperativa, no qual as famílias moravam, plantavam, colhiam e aprendiam a ler e a escrever.

Além da moradia e da terra para o plantio, ainda era oferecida assistência em relação à educação, alimentação, saúde e orientação profissional. Atualmente atendem crianças, adolescentes, jovens e famílias em situação de vulnerabilidade social por meio de ações socioeducativas que promovam o exercício da cidadania. (Andrea Regis)