Patricia Finotti

Empreendedorismo e contabilidade

Para @sucenahummel a profissão contábil, em especial voltada ao empreendedorismo, é a força propulsora que move a economia em nosso país. (crédito: arquivo pessoal Sucena Hummel)

Francis Teles

Ser uma mulher empreendedora é abraçar um desafio diário, onde a busca pelo equilíbrio entre carreira, família e vida pessoal se torna uma constante. É uma jornada que exige resiliência, determinação e a capacidade de superar obstáculos que, muitas vezes, são exacerbados pelo contexto de gênero.

O maior desafio de ser uma mulher empreendedora está, muitas vezes, relacionado às desigualdades de gênero que persistem em nossa sociedade. Lidar com preconceitos, estereótipos e barreiras adicionais pode ser cansativo e desafiador. Além disso, a pressão social para equilibrar todos os aspectos da vida pode ser avassaladora. “Muitas vezes, somos subestimadas ou não levadas a sério, o que pode dificultar o acesso a recursos e oportunidades, mas nunca me deixei levar por essas circunstâncias e, com força, tenho conquistado cada vez mais espaço e dando voz a diversas mulheres”, diz Sucena. “Além disso, conciliar a vida pessoal e profissional pode ser um desafio adicional, exigindo uma grande dose de equilíbrio e resiliência”, conclui.

Apesar dos grandes desafios, Sucena mostra o desejo de querer melhorar o ambiente de negócios e dar ainda mais voz às mulheres.

“Como mulher empreendedora e estando a frente de um Conselho Regional, persevero para que aconteça uma mudança positiva nas normas sociais e no ambiente de negócios e para o empoderamento de outras mulheres empreendedoras”, relata.

Ao ser questionada sobre onde quer chegar, a empresária afirma querer inspirar outras mulheres a seguirem seus sonhos e alcançarem metas. “Onde quero chegar? Meu objetivo é alcançar um ponto em que minha jornada empreendedora inspire outras mulheres a perseguirem seus próprios sonhos e metas. Quero ver um mundo onde não apenas as oportunidades sejam iguais para todos, independentemente do gênero, mas também onde as vozes das mulheres sejam ouvidas e valorizadas em todos os setores da sociedade”.

Sucena Hummel – É mãe, filha e esposa. Segunda presidente mulher a assumir a presidência do Conselho Regional de Contabilidade de Goiás, Sucena é empresária contábil, graduada em Letras e Direito, conselheira do Senac e gestora operacional do Sescon Goiás. Atua pela melhoria do ambiente de negócios para todos.

Websérie Mulheres Empreendedoras 2023 – Idealizada pela empresária e fundadora da Rede Goiana da Mulher Empreendedora, Ludymilla Damatta. O projeto consiste em duas categorias: Mães Empreendedoras e Business Woman, em que entrevistas em audiovisual e texto com empresárias goianas, irão nos mostrar os desafios, a superação, a coragem e a habilidade de se reinventarem sempre.

Os depoimentos consistem na websérie digital, com a revista impressa: Guia da Mulher Empreendedora, a Revista Digital da Rede, a entrevista em vídeo veiculada no perfil da Rede Goiana da Mulher Empreendedora no YouTube, e também no portal Patricia Finotti. Além de, postagens nas redes sociais das empresas parceiras.

Rede Goiana da Mulher Empreendedora – Presidida por Ludymilla Damatta, é hoje considerado o maior grupo de empreendedorismo feminino do Centro-Oeste, com mais de dez mil mulheres no Instagram e 20 mil no Facebook. O grupo está presente em diversos municípios do estado: Aparecida de Goiânia, Trindade, Senador Canedo, Anápolis, Piracanjuba, Caldas Novas, Itapuranga, Pirenópolis, Inhumas e Itaberaí.

Tags:

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

POSTS RELACIONADOS