“Este projeto mudou a minha vida. Meu novo banheiro é o meu xodó”, comemora moradora após ganhar melhorias em sua casa

Kasane

Moradora da região Noroeste de Goiânia é uma das 10 famílias contempladas com parceria entre a Desenrola e a ONG Habitat Brasil. Ação realiza pequenas intervenções e leva dignidade para que mais precisa 

 

Moradora do Bairro São Domingos, região Noroeste de Goiânia, há 9 anos, Helizandra Gomes Lima, 25, chama a atenção pela garra, sorriso sempre presente no rosto e otimismo de lutar por uma vida melhor para ela, chefe de família e mãe de Kahian, 9, Kahio, 8, e Karen, de 3 anos. Cada tijolo da casa foi conquistado com muito amor, suor e comemoração, deixando para trás as lembranças de um passado de violência com o ex-companheiro. No entanto, o trabalho de diarista, afetado pela pandemia de Covid-19, e as poucas condições financeiras diante dos altos preços dos materiais de construção não permitiram uma instalação elétrica segura, um banheiro com vaso sanitário e azulejos e nem um telhado sem goteiras na pequena área da frente da casa de 5 pequenos cômodos. Há cerca de 1 mês, a realidade é outra e reflete em mais pouquinho mais de dignidade, orgulho e conforto para a família: as principais melhorias foram realizadas dentro de um projeto que também contemplou mais 9 moradias na região que estavam em condições insalubres.  

A iniciativa é da Desenrola, plataforma digital de locação, venda, compra e administração de imóveis residenciais e comerciais – um braço da Brasil Brokers, em parceria com a ONG Habitat Brasil, que visa melhorar a qualidade de vida de moradores em situação de vulnerabilidade social em Goiânia. Em Goiás, o déficit habitacional é de cerca de 42 mil unidades – ou seja, mais de 107 mil pessoas estão vivendo em situação de precariedade, que afeta diretamente sua saúde e pleno desenvolvimento.  

O projeto ‘O Futuro Começa em Casa’ consiste em melhorias e reformas de residências em situação de precariedade habitacional e estrutural em risco, adensamento excessivo (quando mais de três pessoas dividem o mesmo cômodo), instalações elétricas ou hidráulicas comprometidas, insalubridades, cobertura inadequada, falta de ventilação ou iluminação, com umidade e falta de revestimentos.  

“Agradeço muito a Deus e a esse projeto que só trouxe coisas boas para nós. Agora estamos mais seguros, pois toda a eletricidade da casa foi refeita, com fios novos, tomadas, tudo certinho. Mas o banheiro se tornou o meu chamego. Antes, havia só o reboco, um lençol como porta e uma privada de chão, que encontrei e peguei, assim como os tijolos e o telhado da área, que fiz no improviso. Para o banho tinha que colocar uma lanterna. Agora temos uma porta, luz, cerâmica e pintura, além de um vaso e uma pia novinhos. Meus filhos brincam que temos um ‘banheiro de rico’, novo e branquinho”, enfatiza, sem esconder o sorriso e a alegria de ter tudo novo. “Sou simples e humilde, mas vaidosa. Mantenho ele branquinho e organizado. Estou muito orgulhosa de tudo”, agradece. 

Projeto 

Para ser contemplada pela parceria, a moradia deve possuir, preferencialmente, crianças em idade escolar e uma mulher como chefe de família. Nesta primeira etapa, 36 pessoas foram diretamente beneficiadas pelas melhorias, incluindo 12 crianças e 03 adolescentes. Das 10 famílias, 02 contam com pessoas com deficiência e 06 famílias são lideradas por mães solo. Quase todas as famílias sobrevivem com renda familiar de até 01 salário-mínimo.   

Educadora social que atua há cerca de 15 anos junto à ONG, Arilene Martins de Souza explica que o processo de seleção das famílias passou por uma identificação de regiões sem acesso a políticas públicas em Goiânia. “No caso da região do Jardim Curitiba III e São Domingo, noroeste da Capital, existe uma história de luta por moradias, pois construídos por ocupação, e com grau de pobreza maior. A partir daí visitamos 50 famílias e escolhemos aquelas que apresentaram maior risco de vulnerabilidade. Existem famílias que possuem uma casa tão precária que é necessário passar por melhoria progressivas”, explica ela. 

Uma das principais questões identificadas em Goiânia foi a falta ou inadequação dos banheiros. Quase todas as casas passaram por reformas para melhorar de fato construir um banheiro novo, para trazer mais salubridade e acessibilidade às casas. Além destas, foram realizadas adequações na parte elétrica, reformas de telhado, instalação de portas e janelas e reforço estrutural. 

Moradora do Bairro São Domingos desde 1994, dona Francisca de Lima Reis, 61 anos, também é puro sorriso com a tranquilidade e segurança que passou a ter após a parceria consertar as trincas – rachaduras que iam de cima até embaixo – de praticamente todas as paredes dos cinco cômodos de sua casa. Ela mora com a filha e dois netos, vive de bicos e ainda cuida de mais dois netos durante o dia. Também foi trocado o madeiramento do telhado e construído um novo banheiro – também branquinho como o de Helizandra. 

“Antes convivíamos com o risco de queda das paredes pelo tamanho das trincas. Se não fosse essas reformas, não teria condições de ter feito. Agora está mais seguro, mais tranquilo e todos muito mais felizes. Melhorou muito, 100%”, destaca dona Francisca. Na casa também moram o cachorro Fred e a galinha Felipa.  

Impacto  

Objetivo da parceria é garantir que crianças e adolescentes moradoras de residências insalubres tenham uma casa adequada para morar, impactando, de forma positiva, seu rendimento escolar, reduzindo a incidência de doenças causadas pela insalubridade do ambiente e contribuindo para seu desenvolvimento pleno. 

“A Desenrola é uma empresa de mercado imobiliário que presta um serviço com qualidade e humanizado para os nossos clientes que estão realizando o seu sonho de ter uma moradia, seja própria ou alugada. Daí vem aquela reflexão interna daquelas pessoas que não têm acesso ao mercado tradicional e que também precisam ter uma moradia de qualidade, digna. Decidimos trazer para Goiânia um projeto em parceria com a Habitat onde reformamos diversas casas numa comunidade local, que passou por um processo seletivo e identificou quais as famílias que poderiam participar”, explica o head da Desenrola, Guilherme Ribeiro. 

A partir daí, equipes realizaram a reforma dos pontos críticos dessas habitações. “Uma série de melhorias que proporcionam um pouco mais de qualidade de vida para essas famílias, permitindo que vivessem de forma um pouco mais segura, com mais privacidade e que melhorasse também a saúde de todos. Conforto que, muitas vezes, temos em nossas habitações”, explica Guilherme. 

A expectativa é que o projeto permaneça a todo ritmo em Goiânia, que também pode ganhar novas ações sociais e ampliar ainda mais o leque de famílias contempladas. “Acreditamos que a responsabilidade social é essencial em uma empresa. Queremos dar continuidade não só a este projeto, mas trazer outras iniciativas também para Goiânia e outros locais do Brasil onde a gente esteja presente. O resultado disso está estampado no rosto de cada pessoa da família. Percebemos todas mais motivadas, arrumadas e prontas para mostrar a sua nova casa, que passar a ter um status muito melhor: a realização de um sonho”, define ele. 

Gerente de Mobilização de Recursos da Habitat Brasil, Silvia Rosa destaca que o maior impacto na vida das famílias contempladas é na qualidade de vida dos moradores. Uma senhora que dormia com a netinha no quarto sem reboco, com a parede com risco de desabamento, explica, hoje tem uma estrutura de uma parede segura, um quarto rebocado e pintado que, inclusive, clareia o ambiente. “Uma moradia adequada é o primeiro passo para quebrar o ciclo da pobreza. Uma possibilidade até mesmo de ter melhores oportunidades econômicas, melhores condições de saúde e de estudo”, ressalta. 

Tags:

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

POSTS RELACIONADOS