Festival Internacional de Cinema de Goiânia começa nesta quarta (29) com extensa programação cultural

Talita Prudente

A abertura do II Festival Internacional de Cinema de Goiânia (Giff) ocorre na próxima quarta (29), a partir das 18h, no Centro Cultural UFG. O festival reúne mais de 40 produções nacionais e internacionais em cinco mostras competitivas – Origens e Ruptura – e não competitivas – Fronteiras Abertas, Giffinho, Outras Narrativas e Acessibilidade. Os filmes serão exibidos gratuitamente para o público na sala 02 do Cine Ritz, local histórico no centro da capital goiana e homenageado do festival. Além disso, a programação conta com encontros para intercâmbio entre produtores e cineastas, e atividades de ensino em cinema para a população. 

O destaque da abertura é a exibição do filme ¨Pedágio¨, novo longa  da diretora brasileira Carolina Markowicz, personalidade homenageada desta edição. Estrelado por Maeve Jinkings e Kauan Alvarenga, o longa será exibido pela primeira vez no Centro-Oeste. O drama retrata a história de uma atendente de pedágio que, inconformada com a orientação sexual do filho, comete delitos na tentativa de financiar uma cura para o que ela julga como doença. A produção estreou no Festival Internacional de Cinema de Toronto (TIFF), no Festival de San Sebastian e recebeu 4 prêmios Redentor no Festival do Rio. Para prestigiar a cerimônia de abertura é necessário retirar ingressos, de forma gratuita, no site do Sympla.

Idealizado pelos cineastas goianos Cássio Domingos e Vanessa Goveia, o Giff permite que realizadores independentes de Goiás exibam seus filmes na tela grande do cinema e troquem experiências com outros realizadores brasileiros e estrangeiros. Sua primeira edição ocorreu em 2022, de forma online. ¨Muitas vezes, os festivais de cinema são a primeira porta de entrada de uma obra audiovisual, além de serem os principais canais de difusão de obras de novos realizadores, de curtas-metragens, e de produções nacionais e estrangeiras não exibidas em circuito comercial. O Giff se apresenta como uma janela única em Goiás¨, conta Vanessa.

Durante o período de inscrições, a produção do festival  recebeu mais de 3 mil filmes para avaliação. A curadoria de longas-metragens está marcada por  obras que despertam curiosidade, emocionam e provocam o público a questionar sua realidade e conviver com as diferenças. Já os curtas-metragens priorizam a representatividade de etnias, fronteiras, gêneros, público e preocupações socioculturais. ¨O intercâmbio cultural, o debate, a democratização, e a acessibilidade são marcas deste evento. O meu desejo é que todos que participarem se sintam acolhidos e profundamente tocados por essas obras fílmicas contemporâneas¨, enfatiza Cássio Domingos.

Entre os filmes que serão exibidos nas mostras está ¨Mais pesado é o céu¨, do diretor Petrus Cariry, que estará presente para debate do longa. Com atuação de Matheus Nachtergaele, o filme já conquistou prêmios no Festival de Gramado e no Oldenburg Festival (Alemanha). O cinema independente de Goiás também estará bem representado. Ao todo, 16 filmes goianos foram selecionados. ¨Granada¨, do cineasta Benedito Ferreira, por exemplo, participa na mostra competitiva Origens. 

Já entre os filmes estrangeiros, está o premiado The Scent of the Wormwood (O Aroma do Absinto), do diretor Aibek Daiyrbekov, do Quirguistão, selecionado na Mostra Ruptura. Representantes do longa asiático,  o casal Nurbek e Nurgul Daiyrbekov, estarão presentes durante todo o festival. O cineasta e produtor Cássio Domingos acredita que essas participações ¨mostram que o intercâmbio cultural de fato ocorrerá com pessoas não europeias ou norte-americanas. De um cinema mais raro, fora dos polos de produção comercial¨.

Envolvido em ações sociais, o festival também articulou a participação de público das comunidades Beira da Mata e Paulo Freire, ocupações  de Aparecida de Goiânia e Goiânia. A ação é uma parceria com o Movimento de Trabalhadoras/es por Direitos (MTD), a fim de democratizar o cinema e a cultura. ¨O objetivo é despertar nas comunidades o cinema enquanto uma poderosa ferramenta de denúncia, que dá visibilidade a narrativas de vida e resistência. Esse é o caso da luta organizada das ocupações urbanas pelo direito à moradia digna em Goiânia e região, recentemente retratada no filme Entre Lonas e Estacas, produzido pela Defensoria Pública de Goiás¨, explica a jornalista Clara Domingos, integrante da direção estadual do MTD.

O Giff ainda promoverá oportunidades de  aprendizado e networking. Nos  dias 01 e 03 de dezembro, acontece a palestra ¨Cadeia de Comercialização de Filmes¨, com Barbara Sturm, especialista em distribuição de projetos audiovisuais;  a oficina “Introdução à Direção de Fotografia – O Comportamento da Câmera”, com Larry Machado, cineasta e diretor de fotografia, e a oficina ¨Música e som como elementos narrativos do cinema¨, com o compositor argentino Laureano Nazar. Essa parte da programação ocorrerá em dois locais: na Vila Cultural Cora Coralina e no Instituto Gustav Ritter.

No último dia do festival, haverá uma sessão especial do filme Sem Coração, de Nara Normande e Tião, também no Cine Ritz, com debate do longa realizado na presença do diretor. Após a sessão, acontece a cerimônia de premiação e encerramento do Giff. Para dar continuidade ao projeto e fomentar a cultura audiovisual em Goiás,  a produtora do festival, CSD Filmes, realizará em  março de 2024 a primeira edição do Giff Interiores, uma mostra itinerante com filmes vencedores do II Giff. A mostra ocorrerá nas cidades de Nova América de Goiás e Matrinchã, cidades com menos de 5 mil habitantes e fora da região metropolitana de Goiânia.

A programação completa com os horários e dias de cada sessão pode ser encontrada no site oficial giff.art.br, no perfil oficial no Instagram (@festivalinterdecinema) e no link bit.ly/programacaogiff .

 

Sobre o Festival Internacional de Cinema de Goiânia

Promovido pela produtora goiana CSD  Filmes, e patrocinado com recursos do Programa Goyazes 2023 e Fundo de Arte e Cultura do Estado de Goiás, com investimentos da Compleite, Lojas TBT Mais e Leve Supermercados. Possui apoio da Secult Goiânia, Universidade Estadual de Goiás, Instituto Federal de  Goiás, Universidade Federal de Goiás, Instituto Gustav Ritter, Vila  Cultural Cora Coralina, É Nóis Ki Tá Produções, DAFUQ Filmes, Cine Lume Ritz Goiânia e FunHouse.

GIFF online: @festivalinterdegoiania   –  www.giff.art.br – producao@giff.art.br

Tags:

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

POSTS RELACIONADOS