FIDIFEST abre inscrições para atividades formativas ministradas por grandes nomes da dança

(divulgação)

André Azenha

Sétima edição do maior festival de dança do litoral paulista acontece de 26 a 31 de outubro, online e gratuitamente.

 

7º FIDIFEST – Festival Internacional de Dança de Santos acontecerá de 26 a 31 de outubro, de forma gratuita e virtual, em virtude da pandemia do novo coronavírus e do cuidado de seus diretores perante artistas e público. Como é tradição no maior festival de dança do litoral paulista, foi pensada uma programação especial de atividades formativas, entre palestras e bate-papos com grandes nomes da dança. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site www.fidifest.com.br. Há número limitado de vagas para cada atividade. Detalhes estão a seguir e também podem ser encontrados no link https://www.fidifest.com.br/audicao-work-brasil/.

Serão cinco atividades ministradas por profissionais consagrados internacionalmente como Alice Arja, Edson Santos, Erika Novachi, Sonia Destri Lie e Cecília Kerche.

“Anualmente procuramos proporcionar atividades formativas que contribuam para o aprofundamento do conhecimento sobre a dança, um segmento que cresce no país, e também abrir caminhos para a inserção no mercado de trabalho através do contato com profissionais experientes, premiados, que dominam a prática e a teoria neste setor”, explica o diretor do festival André Santos.

“Neste ano também trazemos à tona uma reflexão sobre a representatividade negra na dança. Eu e André, como pessoas pretas, e um raro exemplo de pessoas pretas em cargos diretivos não apenas na dança, mas na sociedade como um todo, ficamos atentos aos debates ocorridos no Brasil e no mundo. E entendemos ser importante levarmos esse debate ao público do FIDIFEST. Por isso temos o bate-papo Dança de Preto: Espere o Inesperado, com a Sonia Destri Lie, uma mulher branca que entendeu seu privilégio e decidiu investir numa ação antirracista há 17 anos atrás, onde pode oportunizar e dar protagonismo às pessoas pretas, culminando na criação da Companhia Urbana de Dança, rompendo barreiras ao leva-los ao exterior, realizando turnês de grande sucesso na Europa e EUA”, explica a diretora do festival Juliana Luiz.

 

PROGRAMAÇÃO FORMATIVA DO 7º FIDIFEST:

27/10 (quarta)

– Palestra A Carreira da Bailarina Clássica: Desafios, Preparação, Oportunidades, com Alice Arja

– Serão apresentadas importantes ferramentas que possibilitarão aos alunos que pretendem seguir carreira na dança clássica possam construir uma trajetória sólida e consistente.

Horário: Das 15h30 às 17h.

Local: Sala Virtual Fechada

Inscrição GRATUITA e com limite de Vagas.
Link das inscrições: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdYcr61yhwOs8_FYDJOutm9q9EjxrBDPm5N0JII4hMBCNVDwA/viewform?usp=send_form

28/10 (quinta)

– Bate-papo Barra Coreografada, Vamos Falar Sobre?!, com Edson Santos

–  Será falado abertamente da criatividade artística no mundo contemporâneo, Como funciona o esquema de aula; A coerência do trabalho coreográfico; A importância da Barra Coreografada; e A Percepção de que não existe o certo e/ou errado.

Horário: Das 13h às 14h30

Local: Sala Virtual Fechada

Inscrição GRATUITA e com limite de Vagas.
Link das inscrições: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfDdOSRmZXtPFEbOfcUJYolz02XdcLAxePDylym6vti6SUTtA/viewform

29/10 (sexta-feira)

– Palestra Lyrical Jazz… Que dança é essa!?, com Erika Novachi.

– Durante a palestra Erika Novachi vai passear pela história do Lyrical Jazz e também explicar sobre as diferenças das demais ramificações do Jazz e o seu futuro no Brasil e exterior.

Horário: Das 15h30 às 17h

Local: Sala Virtual Fechada

Inscrição GRATUITA e com limite de Vagas.
Link das inscrições: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSeqk9YssQs6BKEEX5Zbi_kNfSIaHHhs_HY4EbdrzvP9icsI6w/viewform

30/10 (sábado)
– Bate-papo Dança de Preto: Espere o Inesperado, com Sonia Destri Lie

– A Coreógrafa Sonia Destri convida a conversar a respeito sobre o papel, e o espaço que o artista preto tem nas companhias de dança na atualidade: Como colocar no Cenário Profissional da Dança, o que se dança nas Periferias? Ela quer dividir a experiência de 17 anos à frente de um Projeto, que culminou na criação da Companhia Urbana de Dança, composta por artistas Pretos, que romperam barreiras ao se destacar no exterior, realizando turnê de grande sucesso.

Horário:Das 15h30 às 17h
Local: Sala Virtual Fechada
Inscrição GRATUITA e com limite de Vagas
Caso ocorram inscrições acima da quantidade de Vagas (50), será realizada uma triagem, de acordo com as respostas dadas.
Link das inscrições: 
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSc4GhcIGCfe9nI7h0w_FDFD379ZGJ945n2VSDwBy6g8SSVajQ/viewform

 

31/10 (domingo)
– Palestra A Importância da Preparação da Barra de Aula Clássica, com Cecília Kerche

– Com duração de 60 minutos, a Mestra Cecília Kerche abordará como repassar ao bailarinxo a importância de realizar uma Barra na Aula de Clássico, os fundamentos dos exercícios realizados na Barra, apontando a importância e função de cada um dos passos aplicados. E falará do impacto da introdução correta dos exercícios em Barra para o adequado prosseguimento da aula no Centro e suas Variações.

Horário: Das 15h às 16h.
Local: Sala Virtual Fechada
Inscrição GRATUITA e com limite de Vagas.
Link das inscrições: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScgNxmWgXpOpPmV388YsMKpH9-Uj8DCxkkzO8nzyx4K-Fc3GQ/viewform

CURRÍCULOS DOS MINISTRANTES:

Alice Arja – Diretora Geral e Artística da Cia. de Ballet do Rio de Janeiro, especialista no magistério da Dança Clássica através das metodologias Inglesa, Cubana e Russa. Criadora do sistema de ensino (SEAA), para sua instituição. É representante da Dança no Mercosul e Relações Internacionais na América Latina do Miami City Ballet e Brussels International Ballet School, na Bélgica. Através da sua própria Metodologia de dança, o Sistema de Ensino Alice Arja, ela já cuidou da formação, especialização e orientação de bailarinos que hoje estão em renomadas escolas e companhias de dança de todo o mundo.

Edson Santos – Bailarino, diretor, produtor de espetáculo de dança, professor e coreógrafo de Lyrical Jazz e Contemporary Jazz. Também ministra curso de Metodologia para Professores de Jazz Dance e suas linhas. É responsável pela direção artística e coreografias da Pariz Cia de Dança e da Cia Independente de Dança de SP. Membro do corpo docente da plataforma “Laboratório da Dança” do Portal do MUD (Museu da Dança), jurado e avaliar técnico em festivais competitivos e escolas de dança no Brasil, Argentina e Paraguai.

Erika Novachi – Nome reconhecido no cenário do Jazz Dance brasileiro, professora e coreógrafa de lyrical Jazz. Entre os principais prêmios como coreógrafa destacam-se diversos primeiros lugares na categoria no Festival de Dança de Joinville e no Dance Alliance, de Nova York. Em 2009 ministrou aula de Lyrical Jazz na Broadway Dance Center (Nova York),  em 2017 no Crossroads of Arts (Los Angeles), em 2018 na West London University  e na SA Dança em Londres. Entre 2010 e 2014 foi professora e jurada no Festival de Dança de Joinville. Em 2018 coreografou um trecho  do Concerto Berstein 100 – para a São Paulo Cia. de Dança. É uma das diretoras e organizadoras do Congresso Internacional de Jazz Dance no Brasil, criado em 2009.

Sonia Destri Lie – Sonia Destri, que é branca e se deu conta do seu privilégio, teve uma Ação antirracista (algo que muito se fala atualmente), porém ela agiu há mais de 17 anos atrás, onde a fez desenvolver um trabalho que despertasse nela o cuidado/aprendizado para que o seu “privilégio” não a fizesse moldar esses Artistas Pretos, visando que eles fossem “aceitos” pela nata da dança. Sonia compreendeu que a melhor maneira de coreografá-los e levá-los ao sucesso era justamente aproveitando toda riqueza cultural que eles já carregam em seus Corpos, através de sua ancestralidade, referências e luta de uma vida muitas vezes sofrida. Seu processo coreográfico dialoga com o hip hop, samba, danças sociais brasileiras, capoeira com as tendências contemporâneas da Dança Urbana. Sua formação em Ballet e Psicologia tornou-a uma profissional de perspectiva única sobre a expressão humana e a forma de comunicar através da arte. Destri viajou por todo o Brasil e Europa depois de completar seus estudos, trabalhando em dança, teatro, cinema e musicais. Foi então que ela descobriu o hip-hop e a dança b-boying. Logo em seguida, definiu sua interpretação única e refrescante desses estilos, infundindo-os com as ricas influências culturais do Brasil e das favelas, subúrbios e periferias e suas danças. As críticas da mídia e dos contemporâneos sobre suas performances são nada menos que espetaculares. Recebeu o Prêmio Melhor Roteiro da Fundação Ford, o Prêmio Montagem Coreográfica 2011 pelo Estado do Rio de Janeiro para o espetáculo Eu Danço, o Prêmio FADA da Prefeitura do Rio de Janeiro e Melhor Prémio de Coreografia do Conseil International de la Danse (CID_Unesco), entre alguns.

Cecília Kerche – Primeira Bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, com técnica refinada e talento artístico notável, Cecília Kerche possui o título de Embaixatriz da Dança outorgado pelo Conselho Brasileiro da Dança, órgão vinculado à UNESCO, por reconhecimento às suas atuações  internacionais em teatros pelos quatro continentes. Com um vasto repertório, incluindo diversas versões dos mais importantes clássicos, apresentou-se junto ao Ballet Nacional de Cuba, Ballet Nacional do Chile, Teatro Cólon, na Argentina, Teatro de Ópera e Ballet de Novosibirsky, Odessa, Tashkent, Ufa e Perm, na Rússia. No English National Ballet, atuou como Senior Principal Resident Guest Artistic de 1993 a 2000. De 2015 a 2019 dirigiu o Ballet do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

SOBRE O FESTIVAL:

FIDIFEST – Festival Internacional de Dança de Santos, inspirado no Festival de Outono de Nova York, é organizado pela ADALPA – Associação de Dança do Litoral Paulista, dirigido por Juliana Luiz e André Santos e terá sua sétima edição de 26 a 31 de outubro, totalmente virtual e gratuita, em virtude da pandemia da covid-19.

O festival reúne mostras competitivas de diferentes estilos e categorias de dança, workshops, audições nacionais e internacionais. Além de medalhas, troféus, inscrições para outros festivais e bolsas em renomadas escolas de dança, o FIDIFEST oferece premiação em dinheiro para os melhores grupos e bailarinos.

Realizado desde 2014, o FIDIFEST – Festival Internacional de Dança faz parte do calendário oficial de eventos da cidade de Santos, gerando negócios e oportunidades – como a feirinha de produtos de dança montada no foyer do teatro com os melhores fornecedores do mercado (um sucesso).

O grande orgulho do FIDIFEST é sua banca de jurados, formada por profissionais de excelência: Dr. Toshie Kobayashi (em memória), Marcio Rongetti, Cecília Kerche, Misha Tchoupakov, J.C. Viola, Suely Machado, Ciro Barcellos, Denis Nevidommy, Luiz Fernando Bongiovanni, Dr. Hulda Bittencourt, Dr. Neide Rossi, Chris Matallo, Andréa Spósito, Irina Sazonova, Cassi Abranches, Cristina Cará, Dr. Iracity Cardoso, Andrea Pivato, Edson Santos, Ricardo Sheir, Robson Lourenço, Edy Wilson, André Malosá, Zeca Rodrigues, Netto Soares, Frank Ejara, Valéria Mattos e Lucas Martinelli.

Outras informações: www.fidifest.com.br.

Tags:

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

POSTS RELACIONADOS