Dia 27 de junho, às 19h30, o Goiânia Ouro apresenta o Filosofia no Centro. O encontro foi elaborado em vista da atual discussão sobre Filosofia, Feminismo e Política.

Filosofianocentro6ªedição (1)A relação entre Filosofia e Feminismo não é historicamente inusitada. Desde as campanhas sufragistas do século XIX, seu auge ocorreu na década de 1960, com o surgimento de verdadeiros ícones que se tornaram referência internacional na luta pela emancipação das mulheres, tais como Simone de Beuvoir e Angela Davis, e a belga Luce Irigaray com maior radicalidade.

Recentemente, a estaduniense Judith Butler tem elevado a discussão a outro patamar ao elaborar noções importantes para os estudos culturais e de gênero, como a de corpos abjetos. Admitindo tratar-se de uma “contradição performativa”, Butler insere os feminismos mais tradicionais na esfera da alteridade não reconhecida, não nomeada e existente apenas pela negatividade que a caracteriza como uma das dobras de um leque maior: a dos excluídos. Como excluídos, os corpos abjetos, mais do que serem objetos da indiferença, teoricamente ignorados e irrefletidos, passam a ser inseridos em um novo domínio ontológico e discursivo. Ao serem reconhecidos como excluídos, torna-se então possível a ação política, inseparável de seus pressupostos filosóficos.

Márcia Tiburi, filósofa e escritora, tem se ocupado desta relação há muitos anos, seja na organização de eventos em Universidades, na publicação de coletâneas de artigos e livros, na pesquisa científico-acadêmica, e, mais recentemente, ao iniciar a discussão sobre a formação de um partido político feminista: o Partida.

O diálogo com Márcia Tiburi será formado por perguntas elaboradas por professoras da Faculdade de Filosofia da Universidade Federal de Goiás – UFG, a fim de motivar uma discussão maior com o público presente.(SECULT/Goiânia)

Filosofia no Centro – Filosofia, Feminismo e Política: Um diálogo entre a FAFIL-UFG e Márcia Tiburi

Dia: 27 de junho

Horário: 19h15 Local: Goiânia Ouro Entrada franca