Produzida também para circular por espaços alternativos, haverá performance pública na quinta-feira (14), às 17h, na Avenida Tocantins, atrás do Teatro Goiânia Já de sexta-feira a domingo, a personagem vivida pelo ator Fabio Vidal se apresenta no Espaço Sonhus, às 20 horas. O ingresso custa R$10 (inteira) e a classificação indicativa é de 14 anos.

Joelma - Crédito - Alessandra Nohvais (5)
Crédito – Alessandra Nohvais

 

Com tom dramático, dosado por um certo suspense das tramas policiais “Joelma” chega a Goiânia na quinta-feira (14.04) e permanece até o domingo (17.04). O nome se refere à personagem do espetáculo homônimo que é atração no Espaço Sonhus. A história narra a surpreendente e emocionante vida de uma das primeiras transexuais da Bahia e do Brasil, que buscou se afirmar e se reinventar mesmo frente ao preconceito e a injustiça.

Produzida também para circular por espaços alternativos, haverá performance pública na quinta-feira (14), às 17h, na Avenida Tocantins, atrás do Teatro Goiânia. A performance “Joelma Circula” conduz a personagem a um passeio de bicicleta, convidando o público para assistir o espetáculo. Já de sexta-feira a domingo, a personagem vivida pelo ator Fabio Vidal se apresenta no Espaço Sonhus, às 20 horas. A entrada custa apenas R$ 10 (inteira) e a classificação indicativa é de 14 anos. Na sexta-feira (15) também haverá uma apresentação às 12h voltada para alunos da rede pública de ensino.

O projeto conta com apoio da Funarte – Fundação Nacional das Artes através do Prêmio  Myriam Muniz 2014, também prevê a realização de workshop de teatro e produção audiovisual, além de bate-papo com o público. Vale ressaltar, a peça é fruto do premiado curta-metragem homônimo, que serviu de inspiração para o espetáculo dirigido pelo autor e diretor Edson Bastos, com quem o performer, diretor, ator e autor, Fabio Vidal, divide a direção e a adaptação para o teatro.

No monólogo é encenada a história da inadequação de uma mulher, nascida no corpo de um homem. Nos trinta anos que viveu no sul do país, mudou seu corpo e realizou a cirurgia de redesignação sexual. Por fim, retornou para Ipiau (BA), sua cidade natal.

Para além dos aspectos sobre sexualidade e gênero, a narrativa também apresenta a trajetória religiosa da personagem, que hoje, aos 71 anos vive numa casa, que é um misto de centro espiritualista e igreja. Outro elemento marcante do espetáculo é o assassinato que estabelece a trama “policial” na história.

Atividades educativas

Além da apresentação o projeto possibilita atividades múltiplas que envolvem ações educacionais de mediação voltadas a escolas de ensino médio, e também através de workshop de técnicas de produção audiovisual e workshops teatro físico, performances públicas e bate-papo com o público no primeiro dia das apresentações. As ações alcançam também pessoas com necessidades especiais, pois foram incluídos nas apresentações tradução em libras e legendagem para um acesso mais democrático e uma fruição maior de todos ao espetáculo Joelma.

No sábado (16), haverá oficina gratuita de Teatro Físico, das 09 às 13h e Técnicas de Produção Audiovisual, das 14 às 18h, também no Espaço Sonhus. São 25 vagas para cada workshop e a inscrição deve ser feita no local, 30 minutos antes do início de cada atividade. (CIA TEATRAL OOPS!..)

Serviço:

Performance Joelma Circula no dia 14/04 (quinta feira) no às 17h, na Avenida Tocantins, atrás do Teatro Goiânia – Gratuito

Apresentação do espetáculo

15/04 – às 12h (para escolas) e às 20h, no Espaço Sonhus (Rua 21, esquina com Rua 18, Centro), aberto ao público em geral.

16/04 – Espaço Sonhus, às 20h

17/04 – Espaço Sonhus, às 20h

Workshops

Teatro Físico – dia 16/04 (sábado) – 09h às 13h – Gratuito – Espaço Sonhus

Técnicas de Produção Audiovisual – dia 16/04 (sábado) – 14h às 18h – Gratuito – Espaço Sonhus

São 25 vagas para cada workshop e as inscrições são realizadas 30 minutos antes de cada atividade.