Patricia Finotti

O projeto ganha identidade visual própria e espaço efetivo nas redes sociais

Com a vontade de poder doar, desde roupas e alimentos, até uma boa conversa e um olhar mais atento, os universitários Julia Cândido, Mariana Braga Teixeira e Fernando Teixeira Afonso Sousa Costa, uniram famílias e grupo de amigos para concretizar o desejo levar um pouco mais de igualdade para as pessoas que moram nas ruas de Goiânia.

“Quando começamos o nosso projeto, o denominamos de Marmitas do Amor, uma vez que esse é o desejo de todos nós, levar amor e esperança aos menos favorecidos.” explica Julia Cândido. “Entretanto, a ação, que foi abraçada por familiares e amigos, cresceu, e mais gente tem se engajado, o que nos tem possibilitado a atingir um grupo maior de pessoas, assim decidimos criar uma identidade visual própria e definir um nome que efetive a vontade de levar alento e aproximar pessoas, e o projeto toma a forma de Marmitas de Teresa, inspirado em nossa amada Madre Teresa de Calcutá, que dedicou sua vida aos pobres e que muito nos impulsiona com sua frase: ‘se você não puder alimentar cem pessoas, alimente pelo menos uma’. “explica Mariana Teixeira.

O acadêmico Fernando Costa enfatiza: “Enquanto podemos fazer seis refeições ao dia, ou sequer precisamos nos preocupar com isso, essas pessoas acordam e dormem, onde e quando é possível, diariamente, sem ter a certeza de que serão alimentadas naquele dia.” e continua: “E embora essa realidade talvez seja outra para muitos, as histórias que encontramos nas ruas mostram que eles não são muito diferentes de nós. São seres humanos com particularidades, defeitos, qualidades e inúmeras necessidades. Apenas, entendendo a desigualdade desse mundo e vendo tantos com tão pouco, nos parece urgente compartilhar, o quanto seja possível.”

O trio finaliza: “Vem ajudar a gente a semear mais e mais amor! Conheça o nosso projeto que está no Instagram: @marmitasdeteresa.”

As doações podem ser feitas entrando em contato com os organizadores do projeto, via IG do perfil, acima citado.

Conheça mais sobre o projeto

O ano de 2020 e o caos de uma pandemia despertou nas estudantes do curso de medicina e de no acadêmico de odontologia a vontade de levar conforto a pessoas em vulnerabilidade social. “Ajudar as pessoas em situação de rua também ajudou a nós mesmos, com inúmeras descobertas, além de mais entendimento, humanidade, amor.” explicam.

A ação começou com uma troca de mensagens sobre um projeto o qual o casal Mariana e Fernando já desenvolviam com a arrecadação de roupas de frio. “Mas, queríamos fazer mais, e então percebemos que seria uma boa oportunidade para distribuirmos também alimentos.” definem. Assim, no final de maio decidiram efetivar a ação.

A divulgação para apoio ao projeto aconteceu através das redes sociais dos estudantes, tendo um retorno bastante generoso. A primeira distribuição ocorreu no dia 24 de junho, nas regiões leste e central de Goiânia. Foram distribuídas 70 marmitas (arroz com linguiça, salada de tomate e tutu de feijão), além de água e mexerica. A preparação dos alimentos, tem acontecido com a ajuda de familiares e amigos sempre respeitando limites de distância e com o uso de EPI’s.