Alívio de cólicas, interação afetiva e fortalecimento do vínculo mãe-bebê. Esses são apenas três dos inúmeros benefícios da shantala, massagem milenar indiana descoberta pelo médico francês Frédérick Leboyer. A técnica será tema de curso ministrado pela fonoaudióloga Marianna Barros, no próximo sábado, 16 de maio, das 16 às 18 horas, no Pitanga Restaurante (Rua 70, número 401, Jardim Goiás).

Quando de passagem pela Índia, Frédérick Leboyer, em 1976, encontrou uma mulher numa calçada pública massageando seu bebê. Seu nome era Shantala, ela era paraplégica e estava numa associação de caridade em Pilkhana, Calcutá. O médico pediu para fotografá-la e filmá-la.

Durante dias ele acompanhou a massagem de Shantala em seu bebê, captando atentamente cada movimento. E, em homenagem a ela, batizou com seu nome a massagem, difundida por ele no Ocidente.

As vantagens da prática são inúmeras (veja lista abaixo). No curso, Marianna ensinará as técnicas básicas da massagem, possibilitando que a mãe aplique sozinha em casa, sempre que precisar. “A shantala deixa o bebê tranquilo, melhora a cólica e tranquiliza o sono”, diz a fonoaudióloga.. As vagas são limitadas e o valor é de 40 reais (individual) e 50 (casais). Crianças tem entrada livre e são bem vindas na atividade. (Andrea Regis)

Outras vantagens da shantala

– O efeito terapêutico e relaxante da massagem deixa o bebê mais tranqüilo e ajuda a melhorar o padrão de sono do bebê.

– Ativa a circulação sanguínea e linfática, estimulando melhor funcionamento de todos os órgãos e o fortalecimento imunológico.

– Favorece o desenvolvimento sensório motor. O bebê que é massageado desenvolve uma excelente consciência corporal.

– Contribui para o melhor funcionamento do sistema gastrointestinal e endócrino, reduzindo cólicas, gases e até mesmo o stress do bebê.

– Estimula e melhora o padrão respiratório do bebê, diminuindo a incidência de doenças respiratórias.

– Fortalece todo o sistema muscular e trabalha as articulações do bebê.